Brasil, 20 de Outubro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Aplicando DevOps com Chef

  • Escrito por  Renata Negri
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Info & Ti
  • Imprimir
  • Compartilhar::

por Pedro Castelo Branco*

O modelo tradicional de desenvolvimento de software possui duas disciplinas com objetivos distintos: desenvolvimento e operações. Enquanto a primeira possui o anseio natural por inovação, a segunda busca estabilidade. O fato é que não existe lado certo ou errado. Todos possuem um papel fundamental no ciclo de desenvolvimento de soluções. É nessa luz que surgiu o DevOps.

DevOps é um movimento que busca atender à crescente demanda por agilidade no processo de liberação ou adoção de novas versões de software através de uma profunda integração entre as disciplinas de desenvolvimento, operações e qualidade.

Empresas como Google, Netflix, Amazon, Facebook, Twitter, entre outras, adotam DevOps como prática básica, resultando como um dos benefícios uma redução drástica da taxa de falhas, o que fundamenta um tempo de resposta otimizado em eventuais paradas.

A Amazon, por exemplo, consegue realizar uma mudança em seus sistemas a cada impressionantes 11,6 segundos, com apenas 0,001% das implementações com alguma pane. A média de falhas geradas pelas empresas que adotaram DevOps é cerca de 50 vezes menor em comparação àquelas que não usam esta prática. Isso se traduz em uma redução de esforço e retrabalho, além de muito mais confiabilidade na implementação.

É impossível falar de DevOps sem falar do conceito de “Infraestrutura como Código”, amplificado radicalmente pela imensa oferta de soluções em nuvem. A infraestrutura como código é o processo de transformar o ambiente em código. As características mais marcantes de código são o fato de ser controlável, testável e repetível. Este procedimento dá muita segurança para empresas conseguirem replicar seu ambiente com facilidade, seja para a criação de ambientes de teste similares (Produção = User Acceptance Tests = Quality Assurance Tests = Development), ou mesmo para um bom tempo de resposta na ocorrência de um desastre. É nesse cenário que entra o Chef.

O Chef é uma plataforma de automação que ajuda empresas a aplicarem o conceito de infraestrutura como código. Seja na nuvem ou em ambiente local, o Chef permite a automatização de servidores ou mesmo estações de trabalho. Você escreve em Ruby o código que define o estado no qual um servidor, por exemplo, deve possuir. No caso de um servidor, é necessário um determinado recurso do sistema operacional habilitado, algumas aplicações instaladas e configuradas e assim por diante. É nessa hora que o Chef brilha, permitindo a execução dessas tarefas de maneira bastante intuitiva. Utilizando o Chef Developer Kit você terá à sua mão uma série de recursos que permitirão que você consiga transformar toda sua infraestrutura em código controlável, testável e repetível.

O uso de uma plataforma de automação como o Chef aliada ao ambiente de nuvem traz resultados espetaculares. Em alguns casos, é possível reduzir drasticamente o esforço de manutenção de ambientes (DEV,QAT,UAT,PRD), uma vez que o código que define estes ambientes é exatamente o mesmo, o que minimaliza eventuais surpresas decorrentes de uma eventual discrepância entre ambientes.

A estabilidade da infraestrutura permite que os clientes se concentrem em inovar no seu negócio. Amparados por um ciclo de entrega reduzido, fica mais fácil superar a concorrência e surpreender o cliente final com um serviço de muita qualidade. Se você ainda não conhecia ou praticava DevOps, talvez essa seja uma boa hora para mobilizar a sua organização para uma evolução nesse rumo.

*Pedro Castelo Branco é sênior software engineer da GFT, companhia de Tecnologia da Informação especializada em Transformação Digital para o setor financeiro.

Sobre a GFT

A GFT Technologies SE (GFT) é uma consultoria de tecnologia com experiência em viabilizar mudanças nos negócios e que conta com a total confiança por parte de importantes instituições de serviços financeiros para resolver seus desafios de negócios mais críticos. Especificamente quanto à definição de respostas em face das constantes mudanças regulatórias atuais – além de promover inovação para atender às demandas da revolução digital.A GFT oferece assessoria, capacidades criativas e tecnológicas aliadas a uma cultura de inovação e conhecimento especializado do setor de finanças para transformar os negócios de nossos clientes.

Por meio da plataforma de inovação CODE_n, a GFT oferece às start-ups internacionais, aos pioneiros de tecnologia e às empresas estabelecidas no mercado o acesso a uma rede global, o que lhes permite aproveitar as tendências disruptivas do mercado de serviços financeiros e aproveitar ao máximo seu pensamento inovador

Com sede na Alemanha, a GFT Technologies SE obteve uma receita consolidada de cerca de 374 milhões de euros em 2015 e conta com uma equipe global que abrange 12 países e mais de 4.700 colaboradores. As ações da GFT estão listadas na Bolsa de Frankfurt no TecDAX (ISIN: DE0005800601).

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::