Brasil, 24 de Novembro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Teatro Coliseu recebe o show “Raízes Sertanejas”, com Chico Teixeira e Sérgio Reis

  • Escrito por  Daniela Ribeiro
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Eventos
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Teatro Coliseu recebe o show “Raízes Sertanejas”, com Chico Teixeira e Sérgio Reis

Com o objetivo de promover o incentivo à cultura, o projeto conta com o apoio da Astra, por meio da Lei de Incentivo Fiscal ProAC (Programa de Ação Cultural)

O show ‘Raízes Sertanejas’, com Chico Teixeira acompanhado por banda e com participação especial de Sérgio Reis, será realizado no dia 13 de agosto, às 18h, no Teatro Coliseu, localizado à rua Amador Bueno, 237, em Santos (SP). O projeto conta com o apoio da empresa Astra, por meio da Lei de Incentivo Fiscal ProAC (Programa de Ação Cultural) que promove o incentivo à cultura. Para este show o público contará ainda com a presença de Adriana Farias Violeira, apresentadora do programa Viola Minha Viola, da TV Cultura.

Com a intenção de mostrar ao público grandes clássicos musicais, que é preferência em várias partes do Brasil, os shows do projeto circulam pelo estado de São Paulo, promovendo um intercâmbio inédito entre a nova e a consagrada geração do sertanejo, ao proporcionar o encontro entre o jovem e talentoso Chico Teixeira, filho do consagrado Renato Teixeira, com o conceituado Sérgio Reis. “Será um prazer levar estes clássicos para o público de Santos”, diz Daniela Ribeiro, diretora de comunicação da Tempero Cultural, produtora que idealizou o projeto.

De acordo com Chico Teixeira, que assume a direção artística deste projeto, o público poderá apreciar canções autorais e releituras de grandes clássicos da música popular brasileira, entre elas ‘Eu apenas queria que você soubesse’ (Gonzaguinha), ‘Canção da Meia Noite’ (Kleiton e Kledir), ‘Fique com Deus no peito’ (Chico Teixeira e Renato Teixeira), entre outras. “O repertório vem para homenagear algumas das minhas principais referências musicais, mas tenho certeza de que muitos vão se identificar também”, explica Chico Teixeira.

Já para as canções, que contam com a participação especial de Sérgio Reis, ficaram reservados clássicos como ‘Boiadeiro errante’ (Liu e Léo), ‘Trem do Pantanal’ (Geraldo Roca/Paulo Simões), ‘Menino da Porteira’ (Teddy Vieira). “A intenção é homenagear este estilo musical tão popular em nosso país e promover um intercâmbio cultural entre a nova e a consagrada geração”, afirma Simone Rodrigues, co-idealizadora do projeto.

O projeto “Raízes Sertanejas” já passou por cidades como Tatuí, Taubaté, Laranjal Paulista, Bauru, Campinas e São Paulo com sucesso de público e crítica. É viabilizado pela Lei de Incentivo Fiscal ProAC, com a aprovação da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, produção assinada pela Tempero Cultural, assessoria cultural da D’color Produções Culturais e patrocínio da empresa Astra S/A.

Sobre Chico Teixeira

Nascido na cidade de São Paulo, o cantor e compositor Chico Teixeira, representa hoje a nova geração da musica Folk brasileira. Desde cedo, sempre morou no interior, de onde tira a inspiração de seus trabalhos, trazendo a tona sentimentos que ficaram esquecidos em meio a essa atmosfera saturada, que é o cenário atual da cultura e da arte brasileira.

O Chico pode ser considerado uma das melhores referências atuais desse ritmo no país, tendo Geraldo Roca e Almir Sater como influências marcantes. Cresceu ouvindo de perto Pena Branca e Xavantinho e esteve presente na criação de grandes composições no cenário musical brasileiro, isso porque é filho do compositor Renato Teixeira, de onde herda a simplicidade e a naturalidade do som. Fez parte da banda durante nove anos, ainda hoje segue na estrada focando cada vez mais em sua jornada.

O álbum “Mais Que O Viajante” tem a missão de atravessar o país, levando na bagagem a renovação da música da cultura Folk, hoje mais popularizada, porém ainda que pouco explorada. Chico gravou “O Contador De Causo”, música tema da novela “Paraíso” (TV Globo), na qual recebeu a indicação de “Melhor Cantor Regional”, no “23º Prêmio da Música Brasileira”.

Site oficial: http://www.chicoteixeira.art.br/

Sobre Sérgio Reis

Sérgio Reis, batizado Sérgio Bavini, nasceu em São Paulo em 23 de junho de 1940, no bairro de Santana. O cantor e compositor sertanejo começou sua carreira com sucessos da Jovem Guarda, como a autoral "Coração de Papel".

Em 1972, Reis gravou seu primeiro disco de música sertaneja com a canção "Menino da Gaita". Seguiram-se os sucessos "Menino da Porteira", "Adeus Mariana", "Disco Voador", "Panela Velha", "Filho Adotivo", "Pinga ni Mim" e várias outras canções. O disco "O Melhor de Sérgio Reis", lançado em 1981, vendeu mais de um milhão de cópias.

Como ator, trabalhou em algumas novelas, como “Pantanal” e “A História de Ana Raio e Zé Trovão”, na extinta TV Manchete, e “Paraíso" e "O Rei do Gado”, na Globo. Em "O Rei do Gado", o personagem de Sérgio formava a dupla sertaneja Pirilampo & Saracura com o personagem de Almir Sater, tendo gravado, inclusive, músicas para a trilha sonora.

No ano de 2003, Sérgio Reis gravou seu primeiro DVD, "Sérgio Reis e Filhos - Violas e Violeiros", e, como o próprio título diz, ele teve seus filhos como músicos na apresentação. Em março de 2009, Reis também foi homenageado com a refilmagem do longa “O Menino da Porteira”, protagonizado pelo cantor sertanejo Daniel no papel do boiadeiro Diogo. Em agosto do mesmo ano, a gravadora Som Livre lançou uma coletânea de Sérgio Reis comemorando seus 50 anos de carreira, “Cantando o Brasil”, com quatro volumes, trazendo os melhores e mais marcantes sucessos da carreira do músico.

Recentemente, Serjão recebeu sua sexta indicação para o Grammy Latino (o artista brasileiro que mais vezes foi indicado ao prêmio), a maior premiação de música da América Latina. E não deu outra: o cantor levou mais uma estatueta para casa na categoria “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, com o disco “Coração Estradeiro” (o primeiro prêmio veio em 2000).

Em 2010 Sérgio Reis gravou o CD e DVD “Amizade Sincera”, em parceria com o amigo Renato Teixeira, que foi lançado pela Som Livre em agosto do mesmo ano. O projeto contou com a participação de seu filho Paulo e dos filhos de Renato, João e Chico, formando uma família só de músicos. Em pouco tempo, o DVD atingiu marca superior a 25 mil cópias vendidas e ganhou disco de ouro, permanecendo entre os dez produtos mais vendidos nas maiores lojas do país por semanas consecutivas. Site oficial: http://www.sergioreis.com.br/

Sobre Adriana Farias Violeira

Em um segmento tradicionalmente dominado por homens, Adriana Farias é uma daquelas raras exceções que conseguem superar a regra. Violeira respeitada por crítica e público, intérprete com personalidade marcante e dona de um estilo próprio, a artista conquista cada vez mais espaço no cenário musical.

Adriana ganhou destaque nacional como vocalista e violeira no meio sertanejo, buscando o novo desafio da carreira solo. Apesar dos 17 anos integrando um grupo feminino, sua história começou muito mais cedo, bem antes da sua formação. Os primeiros passos, para a carreira que viria pela frente, foram dados aos 9 anos de idade, quando começou a ensaiar alguns acordes, às escondidas, num violão do tio, integrante na época da dupla Leonardo & Chiquinho. Anos mais tarde ela herdaria do mesmo tio o que seria sua primeira viola, instrumento que nunca mais abandonaria.

Aos 11 anos, a jovem entrava definitivamente na vida artística. Gravando o primeiro álbum, com canções de sua autoria, ganhou um concurso na rádio “Morada do Sol”, de Araraquara (SP), e foi aos Estados Unidos, representar o Brasil. O detalhe é que Adriana superou 450 concorrentes nessa disputa. Aos 15, já se apresentava em circos espalhados pelo país, divulgando seu segundo CD (produção assinada pelo requisitado maestro Mário Campanha), tendo a experiência única de abrir as apresentações de Nhá Barbina, ícone caipira.

Aprendizado que foi enriquecendo o seu currículo com o passar do tempo. Convites importantes surgiram, e Adriana atuou com backing vocal para artistas do porte de Fábio Jr., Leandro & Leonardo e Wanessa Camargo. Parcerias musicais também não demoraram a surgir. Gravou o clássico “Índia” ao lado de Leonardo, no DVD do cantor. Feito repetido anos depois com Hebe Camargo, no último álbum da saudosa cantora e apresentadora.

Um show de réveillon na Av. Paulista, para um público de 3 milhões de pessoas, a indicação para o Grammy Latino com o álbum “Para Tudo” e duas participações consecutivas num importante festival de chamamé da Argentina, são outras das passagens guardadas com carinho pela cantora. Recentemente mais um feito notável: Adriana Farias aceita o desafio e vence o “Galopímetro” do “Festival Sertanejo” (SBT), surpreendendo o público e arrancando aplausos e elogios de Chitãozinho & Xororó, que apresentavam a atração, e Leonardo, outro convidado da noite. Foram intermináveis 42 segundos, um recorde de fôlego no refrão do clássico “Galopeira”.

Apaixonada por viola e pela cultura caipira, Adriana Farias tem orgulho em defender a cultura caipira e cita como referência grandes mestres do segmento, como Tonico & Tinoco, Tião Carreiro & Pardinho, Milionário & José Rico, Belmonte & Amaraí, Inezita Barroso, Renato Teixeira, Almir Sater e Suzamar. Eclética e apreciadora da boa música, acima de tudo, não deixa de ouvir música caipira, folk, pop e romântico.

Com todos esses ingredientes presentes em sua trajetória, Adriana Farias vive o melhor momento de sua carreira, alçando voos ainda mais altos com o lançamento do álbum “Beleza Rústica”, que traz dez faixas, sendo oito inéditas e duas regravações.

A primeira escolhida para trabalho é “Águas da Serra”, uma canção com “cheiro de mato” que mostra outra faceta importante da artista: o dom de compor. A faixa ganhará um videoclipe, já em fase de produção, outra novidade para os fãs nesta nova fase da artista.

Adriana assina outras letras do CD, mostrando versatilidade também como compositora. “Pagodão Bruto” é um daqueles pagodes tradicionais, com letra forte e interpretação vigorosa, além da batida única da violeira. Em “Canto e Danço Catira”, Adriana resgata uma das vertentes mais importantes do cancioneiro sertanejo.

A cantora mostra o lado romântico na belíssima “Ainda Amo Você” (Adriana Farias/Cavallini)”, uma declaração de amor em forma de canção. Já “Vai Saudade” (Adriana Farias), uma deliciosa mistura de viola caipira, violão e violino, com pegada country, fala das mazelas de um amor não correspondido. “Derramado e Sem Freio”, mais uma autoral, é outra que tem como tema o coração e suas armadilhas. Não poderiam faltar duas releituras bem especiais para Adriana Farias. Ela escolheu “Canarinho do Peito Amarelo” (Tomas Mendez/ versão de Miltinho Rodrigues) e “Paixão Selvagem” (Josué Aparecido Teixeira/João Benedito Urbano). O álbum ainda traz mais duas inéditas: “Era Eu que Ia Dizer” (Renata Fausti/Raíza Oliveira) e outra pérola assinada por Adriana Farias, a envolvente “Julieta e Romeu”. “Beleza Rústica” chega com a proposta de ser um elo entre o tradicional e o moderno, um projeto concebido com um cuidado essencial em matéria de sonoridade, pautado pelo bom gosto e singeleza das letras e arranjos. Aposta que só poderia ser elaborada por Adriana Farias, uma cantora e musicista que faz questão de inovar, adotando um estilo único, porém sem deixar de lado as raízes que tanto inspiram sua trajetória.

Sobre a Astra

A Astra S/A Indústria e Comércio é uma empresa multiespecializada, que cria e comercializa produtos e soluções para o dia a dia das pessoas.

Seu portfólio é variado, composto por itens voltados para construção, que vão da fundação da obra ao acabamento, do item técnico ao de decoração, e também por produtos que são referência em praticidade, beleza e bem-estar.

Instalada em uma área de 113.800 m², dividida em seis unidades, a Astra emprega mais de 1.800 pessoas na região de Jundiaí, a 60 km da capital paulista, e disponibiliza em torno de 6.200 itens para venda em 33.500 pontos de vendas em todo o Brasil, por meio de uma ampla equipe comercial. Cerca de 9% do faturamento da empresa vem da exportação de produtos para todo o continente americano, inclusive o Caribe, e para países da África e do Oriente Médio.

A Astra faz parte de um grupo de empresas do mesmo ramo de atuação, formado também pelas marcas Japi e Integral. Referências no segmento de construção e acabamento, as empresas são anualmente premiadas pela qualidade dos produtos e da prestação de serviço oferecida aos clientes e consumidores.

Site Oficial: www.astra-sa.com.br

Sobre a D’color Produções Culturais

Empresa de Campinas (SP) focada em assessoria, planejamento e execução de projetos culturais em parceria com diversos segmentos através de leis de incentivo. Possui a missão de fomentar a cultura no Brasil e disseminá-la para o maior número de pessoas.

Serviço:

“Raízes Sertanejas” - com Chico Teixeira e Sérgio Reis
Data: 13/08/17

Horário: 18h

Local: Teatro Coliseu – Rua Amador Bueno, 237, Centro – Santos/SP

Valor: R$20,00 inteira + (Taxa de Conveniência R$8,00) e R$10,00 meia + (Taxa de Conveniência R$4,00)

Classificação livre

Capacidade do local: 992 lugares

Ingressos: Compre Ingressos – http://www.compreingressos.com/ - (13) 4062 0016 * Projeto Viabilizado pela Lei de Incentivo Fiscal ProAC

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::