Brasil, 24 de Julho de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

CCBB-BH recebe estreia nacional do espetáculo infantojuvenil “A Vida Íntima de Babi”

  • Escrito por  Fábio Gomides
  • Publicado em Eventos
  • Imprimir
  • E-mail
  • Compartilhar::

CCBB-BH recebe estreia nacional do espetáculo infantojuvenil “A Vida Íntima de Babi”

Com temporada entre os dias 21 de julho e 7 de agosto, a peça tem como ponto de partida conceitos filosóficos pouco trabalhados na infância. A montagem integra a programação de férias do CCBB-BH, que oferece uma série de atrações para crianças e famílias.

O Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte recebe em julho a estreia nacional do espetáculo A Vida Íntima de Babi, uma menina curiosa e muito questionadora acerca das estruturas do mundo onde vive. Com estreia no dia 21 de julho, o espetáculo segue em cartaz no CCBB/BH até 07 de agosto, com sessões às sextas-feiras, sábados, domingos e segundas-feiras, em diferentes horários. Os ingressos, a preços populares, custam R$20 (com meia entrada, R$10).

Em A Vida Íntima de Babi, importantes conceitos filosóficos são o ponto de partida para acompanharmos as peripécias da personagem título. Dentre alguns temas fundamentais na estruturação dos sujeitos, e pouco trabalhados na infância, destacam-se a autenticidade, o conhecimento e a liberdade. “A Babi é uma menina que pensa que não pensa. Talvez como muitos de nós, talvez como muitas crianças. A Babi é sujeitada a pensar que quando for adulta vai poder ser o que quer, mas as indagações e curiosidades da vida já correm pela sua cabeça e a fazem distorcer o mundo que vive. Essa chama criativa inaugura nela a vontade de escrever, de falar, de sonhar. Então Babi parte para uma jornada filosófica para que um dia possa se tornar uma escritora. No meio do caminho ela se depara com Aristóteles, Gertrude Stein, Virgínia Woolf, e muitas outras escritoras e escritores da arte de pensar”, destaca o diretor da montagem, Renato Linhares.

O espetáculo fala da importância de podermos exercer a alteridade desde cedo e da complexa riqueza que caracteriza o universo infantil, sobretudo em aspectos relacionados à criatividade, ilusão e fantasia. “A Vida Íntima de Babi” busca, assim, criar espaços de representação e ludicidade, mas sem subestimar a inteligência e a capacidade de subjetivação do seu público. Sobre o trabalho de conceitos filosóficos para o público infanto-juvenil, a professora e escritora Márcia Tiburi, responsável pela consultoria filosófica da montagem, comenta: “As crianças estão muito mais próximas da reflexão filosófica genuína. Para as crianças, pensar faz parte do universo da brincadeira. Por isso, elas tem mais interesse e mais liberdade na reflexão, na percepção das contradições, nas aventuras linguísticas em jogo nos processos dialógicos que fazem parte da atividade filosófica. Na verdade, os adultos deveriam aprender a pensar com as crianças”.

O questionamento inicial, que levou ao desenvolvimento do espetáculo foi: como falar do exercício do pensamento para universo infanto-juvenil? A partir disso, uma série de outras perguntas foram surgindo: “É tudo muito lúdico no campo da filosofia, e o que não falta são metáforas para criar um intrigante e delirante espetáculo para crianças, jovens e adultos”, comenta Renato Linhares. Entre todos os conceitos que perpassam a montagem, a discussão acerca da alteridade é um ponto importante da montagem, um conceito cada vez mais urgente no Brasil de hoje: “Alteridade. Esse é o ponto. Como conviver com o diferente? Como habitar o próprio corpo sem para isso precisar diminuir o outro? Penso que elaborar sobre a convivência de pensamentos múltiplos e antagônicos é um exercício diário, mas também eterno e que exige bastante a nossa atenção, a nossa disposição. O teatro é lugar do compartilhamento de ideias, sensações, emoções, das mais variadas. Acho que estar no mesmo lugar ouvindo histórias, conceitos e opiniões é um pequeno ato de amor e abertura nos dias de hoje”, aponta o diretor.

“A Vida Íntima de Babi”, que tem seu título inspirado em “A Vida Íntima de Laura”, de Clarice Lispector, conta com um time de peso em sua concepção e produção. O espetáculo tem direção do também ator Renato Linhares – que esteve recentemente no CCBB-BH atuando na montagem “Nu de Botas”; conta com a colaboração cênica de Mariana Lima, atriz com uma extensa lista de trabalhos no teatro, cinema e televisão – seus últimos trabalhos para o teatro são “Nômades” e “Os Realistas”; e consultoria filosófica de Marcia Tiburi, professora de Filosofia e escritora, importante nome do campo da Filosofia hoje no país. O elenco é formado pelos atores Juliana França, Marília Nunes, Raquel Rocha, Thiago Miyamoto e Thierry Tremouroux.

A montagem conta ainda com trilha sonora original composta por Ricardo Dias Gomes, que assinou como arranjador os três mais recentes trabalhos de Caetano Veloso; cenografia de Camila Schimidt, cenógrafa com importante trajetória ao lado da premiada Daniela Thomas; e produção da Quintal Produções, produtora conhecida no cenário cultural por capitanear projetos voltados ao pensamento, estética e dramaturgia diferenciadas. Entre os espetáculos mais recentes produzidos pela Quintal estão “Hamlet – Processo de Revelação”, com Emanuel Aragão”, e “BR-Trans”, com o ator Silvero Pereira, além dos próximos projetos vocacionados ao público adulto: A Peça do Casamento, com estreia para 2018 no CCBB/BH, terá direção de Guilherme Weber e no elenco Paulo Betti e Eliane Giardini. E a outra estreia, essa em solo carioca, atende pelo nome de Cérebro|Coração, com Mariana Lima e direção de Enrique Diaz.

Uma curiosidade que faz toda diferença neste caso é que a atriz Juliana França também graduada em Filosofia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Durante sua carreira, deu ênfase no desenvolvimento de pesquisas nas áreas de Estética e Gênero e atualmente é mestranda em filosofia também pela mesma universidade. Há oito anos integra a Cia. Código de Artes Cênicas – no município de Japeri, Baixada Fluminense/RJ. Como atriz, atuou em diversos trabalhos teatrais e audiovisuais. Em 2015, foi indicada a melhor atriz pela atuação em “Naquele Instante” no 37º Paschoalino realizado pela FETAERJ. Em 2016, ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante pela atuação no espetáculo “Inimigo do Povo” no V Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias/RJ e no Festival Violeta de Prata/RJ. Atualmente é professora de Filosofia e coordenadora da Cia. Código de Artes Cênicas – uma das companhias que articulam o coletivo Rede Baixada em Cena, vencedor do prêmio Shell de Teatro (2017) na categoria inovação.

Sobre o encontro de inúmeras mentes criativas proporcionado pelo espetáculo, Renato Linhares conclui: “Olha, não sei se vocês sabem, mas a Verônica e a Valência da Quintal Produções são duas pessoas alucinadamente maravilhosas, e sem limites quando a vontade é o teatro. A partir disso a coisa toda foi se dando muito bem, juntando artistas daqui e dali, que todos nós tínhamos vontade de trabalhar. Eu e a Mariana Lima somos companheiros de trabalho há muito tempo, mas não nos encontrávamos para pensar o universo da criança desde 2009, quando fizemos A mulher que matou os peixes... e outros bichos”, baseado em textos da Clarice Lispector. Tem sido uma grande aventura filosófica e existencial esse processo. Aí chamamos atores e atrizes incríveis como Juliana França, Marília Nunes, Raquel Rocha, Thiago Miyamoto e Thierry Tremouroux. Estamos construindo juntos um novo mundo. Isso existe? Penso que a tentativa é sempre um bom começo. Tem me parecido extremamente importante falar do caminho, do caminhar, dos processo de construção e principalmente dos encontros no ato imediato dentro de um teatro. Viver é conversar. Vocês não acham?”

O projeto “A Vida Íntima de Babi” conta com patrocínio do Banco do Brasil. Após a estreia em Belo Horizonte, a montagem será apresentada no Rio de Janeiro.

:: Sinopse ::

Babi é uma menina curiosa e cheia de questionamentos quanto às estruturas do mundo. O futuro já é agora enquanto falo ou isso ainda é presente? Para onde vão todas as coisas que penso? Porque a mentira só causa vergonha quando se é criança? Existe um livro que explique tudo que há no mundo? Inspirada em conceitos filosóficos, a peça aborda de forma enigmática e aventureira, temas importantes na infância como autenticidade, solidão e liberdade.

Um dia, ao se deparar com o afastamento repentino de sua professora preferida, capaz de reconhecer a autenticidade de pensar e agir de Babi, a menina decide procura-la em vários lugares e, nessa procura pela professora querida, Babi viverá momentos transformadores, conhecerá lugares inesperados, repletos de enigmas a serem desvendados, com muitas histórias e memórias que ela jamais poderia imaginar. Durante o percurso fará novos amigos e descobrirá que o segredo da felicidade está em poder ser, justamente, o que se é.

Ficha Técnica

Direção: Renato Linhares

Colaboração Cênica: Mariana Lima

Consultoria Filosófica: Marcia Tiburi

Argumento: Manoela Sawitzki

Elenco: Juliana França, Marília Nunes, Raquel Rocha, Thiago Miyamoto e Thierry Tremouroux

Dramaturgia: Renato Linhares (a partir das improvisações do elenco)

Assistência de direção e videografismo: Lucas Canavarro

Trilha sonora original: Ricardo Dias Gomes

Cenografia: Camila Schmidt

Figurino: Antonio Rabadan

Design de Luz: Renato Machado

Operação de luz: Ricardo Vivian

Fotografia: Fabio Audi

Assessoria de Imprensa: A Dupla Informação

Design Gráfico: Evee Avila e Karin Palhano

Produção e Idealização: Quintal Produções

Direção Geral: Verônica Prates

Coordenação Artística: Valencia Losada

Coordenação de Planejamento: Maitê Medeiros

Assistente de Produção: Eduardo Henrique Alves

Sobre a programação de férias do CCBB-BH

O CCBB-BH oferece programação especial para crianças e famílias durante o período de férias escolares. Aulas divertidas de economia, visitas teatralizadas e mediadas, ações em Libras, cantos e contos são algumas das atrações gratuitas idealizadas pelo Programa CCBB Educativo para preencher o mês com arte, cultura e educação em família. Entre os dias 18 e 30 de julho, são oferecidas visitas mediadas e teatralizadas, além das atividades Cantos e Contos, Espaço Sensorial – Corpo Permitido, Ação de Artes Visuais – Escultura em Forma, Pequenas Mãos – Quem é a Casa?, além da Mostra Tapetes Contadores de Histórias e do espetáculo “A vida Íntima de Babi”. A programação envolve ainda ações em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), além da possibilidade de agendamento de grupos.

:: Serviço ::

ESPETÁCULO “A VIDA ÍNTIMA DE BABI”

Datas: de 21 de julho a 07 de agosto – sexta a segunda-feira

Horários:

Sessões em julho: sextas e segundas 15h – sábados e domingos: 11h e 15h

Sessões em agosto: sextas e segundas, 15h – sábados e domingos, 11h e 15h

No dia 29/07, a sessão das 15h será exclusiva para clientes Ourocard

Local: Teatro 1 - Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB-BH

Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários - Belo Horizonte – MG

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) – Pré venda exclusiva para clientes Ourocard e Elo. Desconto de 50% no valor do ingresso para cliente BB durante a temporada. De 7 a 10 de julho, a pré-venda será exclusiva para clientes Ourocard, que também terão o benefício da meia-entrada para todas as sessões da temporada. As vendas para o público em geral começam no dia 12 de julho.

Vendas online: eventim.com.br

Horário de Funcionamento da bilheteria: de quarta a segunda-feira, das 9h às 21h

Vendas antecipadas: inicia-se na quarta-feira da semana anterior à do evento, restrita a quatro ingressos por pessoa.

Informações: (31) 3431-9400

Duração: 50 minutos

Classificação etária: livre

Lotação: 264 lugares

Informações: http://bb.com.br/cultura

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::