Brasil, 14 de Dezembro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

****** Investimentos considera IPCA mais baixa para novembro

Estimativa para o indicador é 0,37%, com influência dos preços de alimentos e bebidas

Na próxima sexta-feira, 8 de dezembro, será anunciado o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado) de novembro. Diante disso, a expectativa da ****** Investimentos é de que essa alta de preços seja de 0,37%. A expectativa foi revisada para baixo devido à redução dos preços de alimentos e bebidas observada no período. Os principais itens que explicam o aumento da inflação são as tarifas de energia elétrica e os preços de combustíveis.

Com isso, a expectativa inicial acerca da inflação de novembro, e dezembro também, era de maior inflação de alimentos, justificados por aumentos consistentes no IPA (Índice de Preço ao Produtor Agrícola). Porém, o efeito inflacionário ainda não é verificado nos itens para o consumidor, de forma que o IPCA-15 apresentou uma leitura de deflação de alimentos. Portanto, revisando nossa perspectiva de alimentos para os últimos dois meses do ano, esperamos a continuidade da deflação de alimentos, ainda que em menor intensidade para dezembro.

O mês de novembro apresenta uma pressão maior de energia elétrica por conta do aumento, em medida de urgência, do teto da bandeira vermelha patamar 2 (para R$ 5,00 por 100 kWh consumidos) pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Já a inflação de energia elétrica em dezembro apresenta considerável redução, por conta da alteração de bandeira tarifária de patamar 2 para patamar 1. Portanto, apesar do impacto inflacionário em novembro, o mês de dezembro apresenta viés de queda no que diz respeito à conta de luz.

Os preços de combustíveis, conforme determinado pela Petrobrás, são alterados diariamente, em especial por conta de alterações da cotação internacional do petróleo. Ao longo de novembro foram anunciados inúmeros aumentos e que, portanto, apresentam um viés de inflação mais alta para o mês.

Novembro está ficando conhecido por ser o mês da famosa “Black Friday”, um período do mês em que produtos (em geral eletrodomésticos e móveis) sofrem reduções de preço em diferentes níveis. Ainda que em intensidade menor quando comparado ao ano passado, o evento também traz um componente deflacionário para os itens de núcleo correspondentes do comércio varejista.

Portanto, a projeção de IPCA para 2017 é de 3,1%, com viés de baixa por conta da surpresa deflacionária dos preços de alimentos e bebidas.

cid:

GESTÃO

A semana foi de maior volatilidade no mercado local, devido a preocupações relacionadas à reforma da previdência e ao cenário externo agitado por conta das investigações contra membros da equipe de Donald Trump supostamente ligados à Rússia e a aprovação da reforma tributária. Duas notícias que fizeram o mercado se movimentar em direções opostas. Em relação as investigações o processo é lento e pode se arrastar por alguns meses.

Em relação à reforma tributária, houve aprovação no congresso norte-americano e com isso o S&P voltou a registrar alta. Porém, para os mercados emergentes a mensagem não é positiva uma vez que novamente os investimentos tendem a sair de países emergentes e migrar para os EUA. No mercado de câmbio, o dólar voltou a se fortalecer diante do real e registrou alta de 0,79%, encerrando a semana cotado a R$ 3,2578.

No mercado de renda variável, o Ibovespa registrou queda de 2,55% aos 72.264 pontos por conta do cenário externo e diante da percepção que está cada vez mais distante a aprovação da reforma da previdência. O destaque positivo da semana ficou com as ações da Queiroz Galvão Exploração e Produção, com alta de 10,67% na semana devido ao anúncio de primeira produção de petróleo no primeiro trimestre de 2018. Já pelo lado negativo, as ações da CPFL Energia caíram 27,41% após diminuição do peso da ação dentro do Ibovespa e a saída da participação do BNDESPar no capital da companhia.

No mercado de renda fixa local, os investidores seguem inseguros por conta da reforma da previdência e com isso os vencimentos mais curtos seguiram cedendo enquanto os mais longos subindo. Os destaques da semana foram: Jan18 queda de 7 pontos; Jan19 queda de 3 pontos; Jan21 alta de 9 pontos; Jan23 alta de 18 pontos; Jan25 alta de 20 pontos.

SOBRE A ****** - No Brasil desde 1992, a ****** é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes. Especialista nos segmentos em que atua, a ****** opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Seguros (por meio do GRUPO Segurador Banco do Brasil e ******), Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación ******, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: www.******.com.br.

A unidade ****** Investimentos é especializada na gestão de fundos de investimentos que atendem aos segmentos de pessoa física, jurídica e institucional, totalizando hoje um volume superior a R$ 10 bilhões.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::