Brasil, 16 de Dezembro de 2017
A- A A+

Publicidade 1 Aqui no SEGS

Carne de qualidade que respeita aos critérios socioambientais pode ser rentável?

  • Escrito por  Larissa Albuquerque
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

 

Por Sérgio Raposo de Medeiros, Pesquisador da Embrapa Gado de Corte

Como em qualquer outro negócio, para a produção de carne bovina ser rentável existem duas principais alternativas: receber mais pela arroba vendida ou produzir uma arroba mais barata. As duas alternativas não são excludentes, podendo (e, de fato, devem) ser objetivadas em conjunto.

O valor de venda da arroba, ainda é sensível a lei da oferta e demanda. Historicamente, aumentos de preço são mais fruto da falta de oferta do que do aumento de procura. É o que ocorre em toda entressafra, quando diminui a disponibilidade de animais terminados em pasto.

Com relação à demanda de carne, ela é bem sensível a renda da população. A atual crise, que nos fez voltar a um PIB equivalente ao de 2009, deixou isso muito claro: o consumo per capita de carne, que chegou a quase 40 kg em 2006, despencou para menos de 30 kg em 2016. Apesar de, evidentemente, haver efeito da demanda externa, já que exportamos apenas 20% da nossa produção, o consumo interno acaba sendo mais determinante.

O que esse grande efeito da renda no consumo de carne mostra é que se trata de um produto com muito apelo. O grande erro é achar que isso basta. Gosto de ilustrar isso com um exemplo prosaico, mas baseado em experiência própria. Estou em um restaurante por quilo e tenho a minha frente várias opções de carne. Meu desejo é pegar o bife, mas minha razão faz com que eu acabe escolhendo aquele pálido peito de frango, simplesmente porque este último tem uma previsibilidade de qualidade maior, havendo menos chance de arrependimento. Não é só essa cena se repetindo milhares de vezes que preocupa, mas a decisão de compra da família brasileira seguir, provavelmente, o mesmo padrão.

É fundamental, então, que todos os envolvidos na pecuária compreendam que a consistência sensorial do produto tem efeito na sua demanda. Pode ser que nem sempre se ganhe a mais por produzir carne macia e saborosa, mas a cadeia sempre perde quando a qualidade deixa a desejar. Atributos sensoriais, contudo, são apenas parte da qualidade do produto atualmente exigida pelo consumidor. Além da satisfação sensorial, o consumidor quer que a carne seja segura para sua saúde, que seja produzida em máxima harmonia com o ambiente e que tenha sido produzida respeitando o bem-estar dos animais.

Essa percepção de que a responsabilidade de produção extrapola em muito os limites da fazenda começou a ser mais internalizada pela cadeia produtiva no final do século passado. Um dos primeiros registros de iniciativa para a produção de carne bovina atendendo esses anseios ampliados do consumidor é um documento publicado por colegas da Embrapa Gado de Corte em 2002, que norteou a criação do nosso programa “Boas Práticas de Produção Bovinos de Corte”.

Passados 15 anos, além do Programa Boas Práticas da Embrapa Gado de Corte (BPA) ser uma realidade, adotada por fazendas em todo o Brasil, ele é um dos itens do novo programa de incentivo à produção do Novilho Precoce do Mato Grosso do Sul. Muitas outras iniciativas similares ou complementares ao BPA surgiram desde então, incluindo o GTPS que agora comemora seus dez anos com atividade crescente e grandes possibilidades de fazer ainda mais diferença, especialmente por incluir todos os elos da cadeia da carne.

A grande pergunta do pecuarista para todas essas iniciativas é “o que eu ganho com isso? ”. Esse é mesmo o grande desafio. Como arregimentar adeptos para programas em que são necessários investimentos, mas que não garantem retorno imediato? Como fazer isso num cenário de redução de margens do pecuarista nas últimas décadas?

Aqui, resgatamos o tópico do início do texto, pois as propostas existentes no BPA efetivamente podem ajudar a reduzir o custo por arroba produzida e, portanto, aumentar a rentabilidade. Isso pode ser obtido, por exemplo, pela gestão aprimorada da propriedade que permitiu descobrir seus desperdícios e gargalos.

Há, portanto, possibilidade de efetivamente reduzir o custo por arroba para a maioria dos pecuaristas. Para cada perfil de produtor, há algo na prateleira das tecnologias para ajudá-lo. Pode ser desde apenas melhorar o manejo dos pastos, sem qualquer necessidade desembolso e boas possibilidades de melhora, até irrigação de pastagens para aquele produtor que se encontra em um patamar mais elevado de adoção de tecnologia.

 

Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Publicidade

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::