Brasil, 21 de Outubro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Como seria um mobiliário urbano ideal para a cidade de São Paulo

  • Escrito por  SUPRIR Comunicação Interativa
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Como seria um mobiliário urbano ideal para a cidade de São Paulo

Versão Brasileira Arquitetura’ desenvolve projeto de mobiliário urbano contemporâneo, inovador e sustentável com “a cara” da cidade.

A Versão Brasileira Arquitetura desenvolveu objetos e equipamentos a serem instalados nas ruas da cidade de São Paulo, para uso dos cidadãos, que se destacam: quiosque multiuso, o ponto de táxi e o sanitário público, caso ganhasse a premiação promovida pela PMSP.

No desenvolvimento de um mobiliário urbano para a cidade de São Paulo, a Versão Brasileira Arquitetura, partiu dos seguintes conceitos: Desenho contemporâneo, Modularidade e facilidade, praticidade de transporte de uso, desenho sustentável e manutenção.

O Quiosque Multiuso foi o que orientou o desenvolvimento de todos elementos projetados, constituindo a identidade do conjunto de elementos. O desenho do quiosque buscou a demonstração dos conceitos utilizados destacando através de diferentes acabamentos, cada módulo que compõe o mobiliário. “A linguagem contemporânea identifica o seu tempo de criação seu “zeitgeist”, criando uma identidade para a cidade do momento em que vivemos” afirma o arquiteto Eduardo Borba.

A modularidade no caso dos quiosques cada um é constituído de três módulos: *Módulo de proteção e identificação, de cor cinza; *Módulo técnico, revestido de aço inox; *Módulo de uso, de cor laranja. Assim se tem a “casca” que protege e identifica, o módulo técnico, onde encontra toda a infraestrutura hidráulica / elétrica / eletrônica, e o módulo de uso, que varia conforme a necessidade de uso. Isso facilita a separação e fabricação em série destes três elementos. Já o desenho sustentável, está presente na utilização de aço e alumínio que são recicláveis e resistentes; geração de energia própria através de painéis fotoelétricos, com sistemas elétricos gerenciados por central eletrônica; utilização de isolantes térmicos; ventilação cruzada; abundância de luz natural; fabricação e manutenção local. Desenvolvido com um sistema de fabricação modular, este permite a facilidade do transporte, montagem e também permite a fácil manutenção, através da substituição de apenas um dos módulos, para reparo ou atualização

O Ponto de Taxi segue o mesmo conceito dos outros mobiliários, através de uma cobertura que incorpora em uma de suas colunas os equipamentos necessários para o ponto. Sua iluminação e o uso de cores contrastantes, facilita a identificação. Seus apoios ajustáveis se adaptam às diferentes inclinações das calçadas.

No caso do ponto de taxi, sua modularidade é constituída de dois módulos: *Módulo de proteção e identificação, de cor cinza e laranja; *Módulo de uso: banco revestido em aço inox. Essa divisão facilita a separação e fabricação em série destes e elementos.

Desenho sustentável: Há utilização de aço e alumínio que são recicláveis e resistentes. Tem geração de energia própria através de painéis fotoelétricos, com sistemas elétricos gerenciados por central eletrônica; também tem fabricação e manutenção local.

Transporte e manutenção: Tem sistema de fabricação modular que permite a facilidade do transporte e montagem e também permite a fácil manutenção, através da substituição de apenas um dos módulos, para reparo ou atualização.

O sanitário público seguiu o conceito dos quiosques. O sanitário foi projetado para ser auto-limpante, a exemplo de modelos existentes em outras cidades. Através de pagamento por sistema automático, tem-se acesso ao sanitário. Seu uso é limitado a 20 minutos, sendo que, passado este período, a porta se abre automaticamente. O desenho interior visa criar um ambiente bem iluminado e contemporâneo, fugindo do padrão destes tipos de banheiros, aprimorando a experiência do usuário. A ausência de janelas exteriores assegura a privacidade do usuário. Revestimentos de aço inox e alumínio pintado mantém a fácil higienização do ambiente. O vaso sanitário, lavatório, trocador, barras, papeleiras e lixo, são de aço inox, suportando o uso intenso devido sua grande resistência. Comunicação visual clara e universal facilita a identificação e uso.

Esse projeto teve a participação da Versão Brasileira Arquitetura em 2016 no concurso promovido pela PMSP, mas não ganhou a premiação.

Mais sobre o arquiteto Eduardo Borba:

Após 13 anos trabalhando em diferentes mercados, Eduardo percebeu que era hora de seguir seu rumo na arquitetura. Com tantas ideias na cabeça, sua opção foi começar seu próprio negócio.
​Sua experiência o levou de São Paulo ao México e a Los Angeles. Trabalhou em uma gama variada de projetos residenciais, comerciais, institucionais e de urbanismo. As imagens ao lado mostram alguns exemplos, destes projetos em que participou. Nesse tempo também fez um mestrado sobre habitação nas cidades para entender melhor essa relação tão complexa do homem com a cidade. Lecionou em uma Faculdade de Arquitetura onde mais que ensinar, muito aprendeu. ( www.vbarquiterua.com).



Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::