Brasil, 18 de Agosto de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

CGEE apresenta resultados de estudo inédito sobre o setor de energia elétrica

  • Escrito por  Bianca Torreão
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • E-mail
  • Compartilhar::

A iniciativa, realizada ao longo de dois anos, mapeou mais de 140 mil especialistas, envolveu 80 instituições de todo o Brasil e apontou 2,7 mil linhas de P&D para o setor.

O Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) divulgará, amanhã (3), os resultados do estudo “Prospecção tecnológica no setor de energia elétrica”. A iniciativa mapeou, ao longo de dois anos, o que será necessário para o Brasil desenvolver, em termos de tecnologia, para atender a demanda nacional por energia até 2050. Isso tudo considerando redução nos custos, segurança e qualidade nos serviços oferecidos.

O projeto foi demandado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e por dez empresas do setor. Os resultados serão divulgados durante o Congresso Nacional de Inovação em Energia Elétrica (Citenel), que acontece em João Pessoa (PB). O objetivo do mapeamento foi o de otimizar a distribuição dos recursos do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Aneel e direcionar o investimento das empresas do setor em P&D, obrigatório por lei.

De acordo com a coordenadora do estudo, Ceres Cavalcanti, a ideia é fomentar o desenvolvimento tecnológico do setor elétrico para assegurar que estejam disponíveis tecnologias que contribuam para garantir a segurança energética, a diminuição das tarifas e a sustentabilidade.

O projeto aponta que o Brasil conta com grupos de estudos com condições e conhecimento para atuar em 75% das linhas de pesquisa identificadas para o setor elétrico. Por outro lado, o país ainda se mostra com uma baixa produção de patentes quando comparado com outras nações.

“Muito embora o estudo confirme a esperada concentração de pesquisadores na região Sudeste, seguida da Sul, observou-se que o Nordeste apresenta um potencial significativo de recursos humanos. Na área de eólica, por exemplo, essa região começa a se destacar. O projeto mostra capacidade do país desenvolver PD&I, mas ainda são necessárias ações facilitadoras para que as trajetórias se concretizem. Para que isso aconteça, a iniciativa também elaborou uma proposta de plano estratégico”, afirma.

As empresas cooperadas que participam do projeto são: Companhia Energética de São Paulo (Cesp), Companhia Paranaense de Energia (Copel), Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Light, Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) Sul, Paulista e Piratininga, Energética Barra Grande S.A (Baesa), Campos Novos Energia S.A (Enercan) e AES Tietê. Além do CGEE, a Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica (Apine) é a outra instituição executora do projeto, atuando como apoio gerencial junto às empresas listadas.

Serviço

Lançamento do estudo “Prospecção tecnológica no setor de energia elétrica”

Data: 3 de agosto

Horário: 16h30

Local: Citenel - João Pessoa (PB)

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::