Brasil, 20 de Outubro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Setor calçadista ganha competividade no e-commerce com padrão GS1

  • Escrito por  Marcelo Danil
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

O código de barras, ou GTIN, padroniza identificação de produtos no e-commerce

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de calçados. O ecossistema do setor é composto por 7,7 mil empresas nacionais, que produziram 944 milhões de pares de calçados em 2016. A partir desses números, levantados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), podemos imaginar a imensa variedade de modelos, marcas e variações desse tipo de produto. Para identificar cada um deles na cadeia de abastecimento, nada melhor do que um padrão global. Assim, os sistemas de automação da indústria, dos distribuidores e do varejo – físico e e-commerce – facilitam todas suas operações logísticas e de gestão.

A identificação padronizada se tornou uma necessidade maior ainda com a consolidação do e-commerce no Brasil, um mercado em expansão. As compras online atingiram faturamento em torno de R$ 44,6 bilhões em 2016, segundo dados do relatório Webshoppers, realizado pela consultoria especializada Ebit. As empresas calçadistas que adotam o código de barras padrão GS1 percebem as vantagens competitivas ao terem seus produtos identificados por um padrão global. De acordo com o Google, os anunciantes do Google Shopping, por exemplo, constatam que quem aplicou os GTINs corretos aos dados dos seus produtos atingiram aumentos de até 20% nas taxas de conversão. Inciativas como essa visam integrar as buscas dos usuários com lojas que exibem produtos relevantes com fotos e opinião do público que já teve contato com aqueles itens consultados.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, João Carlos de Oliveira, “a adoção dos padrões GS1 como o GTIN permite maior precisão na busca de cada item, além de aumentar as chances de destaque nas pesquisas dos produtos identificados com um padrão global”.

Além do mercado interno, físico ou online, o setor calçadista brasileiro é um grande exportador. Em 2016, de acordo com a Abicalçados, foram exportados 126 milhões de pares de calçados – um faturamento de US$ 999 milhões. Como seria, então, cumprir todas as etapas da rotina de documentos se os produtos não fossem identificados por um padrão adotado em todos os países? O GTIN, representado pelo código de barras, é uma das alternativas mais indicadas para a indústria calçadista se expandir cada vez mais.

Sobre a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, é uma organização multissetorial sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global. Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos. Além de estabelecer padrões de identificação de produtos e comunicação, a associação oferece serviços e soluções para as áreas de varejo, saúde, transporte e logística. A organização brasileira tem 58 mil associados. Mais informações em www.gs1br.org.

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::