Brasil, 24 de Outubro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Bursite de quadril atinge principalmente mulheres e atletas

  • Escrito por  Fabiana Novello
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

 

Inflamações nas “bolsas” entre músculos, tendões e ossos causam dor, perda de flexibilidade e traumas

Muito comum nos ombros e cotovelos, a bursite é uma inflamação que também pode acontecer no quadril, causando dores que impedem muitas vezes a atividade física diária. A doença ocorre em regiões próximas a articulações que realizam movimentos repetitivos e se caracteriza pela inflamação da bursa, uma espécie de almofada entre músculos e ossos, ou entre tendões e ossos, que funciona como amortecedor de impacto entre as diferentes estruturas. A bursite de quadril atinge, principalmente, mulheres na faixa entre 40 e 60 anos e os atletas. Para se ter uma ideia do poder de evitar que duas estruturas conflitem entre si, o líquido que há dentro de uma bursa tem menor coeficiente de atrito do que dois cubos de gelo atritando-se entre si.

A bursite não aparece sem algum motivo forte. Algumas situações de pressão exagerada entre a banda ílio-tibial (tendão que vai do quadril até o joelho) e o trocanter maior (proeminência óssea na parte superior do fêmur) podem provocar inflamação. Além disso, lesões nos tendões podem levar ao quadro inflamatório.

Mulheres e atletas estão mais sujeitos a essas inflamações, e os fatores físicos ajudam a explicar a tendência: para cada 4 mulheres com bursite, um homem recebe o diagnóstico da doença. Os fatores de risco são a discrepância de comprimento dos membros inferiores, paciente com pelve larga e/ou trocanter mais proeminente (o que explica a incidência maior em pacientes do sexo feminino) e a prática de atividade física em planos inclinados.

A bursite de quadril está associada à queixa de dor lombar em 35% dos casos e à artrite reumatoide, outra doença inflamatória, em 15% dos casos. Cabe médico estabelecer o diagnóstico apontando a causa do quadro, além de eliminar os fatores que o desencadearam, evitando que a inflamação se torne crônica e de difícil tratamento. O diagnóstico é clínico, ou seja, a história clínica e o exame físico são capazes de fornecer a impressão diagnóstica, quando os pacientes se queixam de dor lateral do quadril sobre o trocanter maior e, muitas vezes, na abertura da coxa e no fechamento da coxa em graus máximos. Essa dor irradia-se frequentemente para a toda a face lateral da coxa, o que nos leva à confusão diagnóstica, pois dores provenientes da coluna lombar podem apresentar-se exatamente da mesma forma.

Quanto ao tratamento, a maioria dos pacientes responde à terapia sintomática, como mudança nos hábitos de exercício físico, compensação de discrepâncias de comprimento dos membros inferiores, gelo, repouso. Outras medidas preventivas podem ser tomadas, como troca de colchões duros, adequação do treino de corrida e tratamento das condições associadas, como a artrite reumatoide e da artrose, se porventura coexistirem. Os pacientes com dor que não melhoram com esse tipo de tratamento podem ser submetidos à injeção local (infiltração) de corticoides na bursa, com resultados variáveis, entre 60% e 100% de melhora, lembrando sempre que a infiltração isoladamente, sem o tratamento coadjuvante com fisioterapia faz com que os resultados sejam menos favoráveis.

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::