Brasil, 25 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Comércio de peles de animais está proibido em São Paulo

  • Escrito por  Literato Comunicação e Conteúdo
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • E-mail
  • Compartilhar::

Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) comemora a medida; regulamentação da lei deve ocorrer nas próximas semanas

O comércio de artigos de vestuário feitos com pele de animal na cidade de São Paulo,objeto da Lei nº 16.222/2015, já é ilegal no município – em reunião na última terça-feira (1º) com a Secretaria de Negócios Jurídicos da Prefeitura da cidade, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) conversou sobre os detalhes da regulamentação da Lei, que deve ocorrer nas próximas semanas, e definirá os detalhes de fiscalização, como o órgão municipal que será responsável. Mas a população paulistana já pode contribuir com o cumprimento da lei enviando denúncias para o e-mail: .

A denúncia deve conter o endereço completo da loja e o CNPJ, se possível, além de foto do produto com etiqueta de composição.

A Lei determina que fica proibida a comercialização de artigos de vestuário, mesmo que importados, confeccionados com couro animal criado exclusivamente para extração e utilização da pele (os chamados “casacos de pele” feitos com pele de vison, chinchila, raposa, coelho, entre outros). A Lei, portanto, não atinge o comércio de couro bovino.

Pelo artigo 4º da determinação, o comércio que descumprir a regra será multado em R$ 5 mil, valor que será aplicado em dobro no caso de reincidência (mas sem apreensão do produto).

Embora a Lei seja de 2015, a norma não tinha efeito até agora, pois aguardava uma decisão da justiça a respeito de um recurso da Associação Nacional de Restaurantes (ANR), que questiona a proibição da comercialização e produção do foie gras (fígado hipertrofiado de gansos ou patos alimentados à força) - que consta na mesma lei. A decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP), de 24 de fevereiro deste ano, acatou o recurso da ANR, e manteve o foie gras dentro da legalidade.

Entretanto, a Prefeitura de São Paulo apresentará dois recursos: Embargo de Declaração (que solicita mais explicações ao responsável pelo processo, o desembargador Sérgio Rui) e Recurso Extraordinário – nesse caso, o processo é encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Apesar do consumo defoie gras permanecer dentro da legalidade por ora, a SVB considera a proibição do comércio de produtos com peles de animais um avanço notável. “A produção de casacos de pele submete os animais a uma tortura sem limites, e a sociedade não tolera mais isso. É uma daquelas leis que realmente refletem o avanço do pensamento das pessoas. Ver uma lei como essa em vigor numa metrópole como São Paulo é viver a história”, afirma Ricardo Laurino, presidente da SVB. “Agora vamos para a etapa final da briga contra o foie gras, que é também um símbolo da crueldade contra os animais.”

Sobre a SVB

Fundada em 2003, a Sociedade Vegetariana Brasileira promove o vegetarianismo como uma opção alimentar ética, saudável e sustentável. Por meio de campanhas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo político, a SVB realiza a conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo, e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos. No ano de sua fundação, sediou o 36º Congresso Vegetariano Mundial e, nesses anos, foi responsável por eventos como o VegFest – Congresso Vegetariano Brasileiro, 12º Festival Vegano Internacional, Parada Veg, Mostra Internacional de Cinema Pelos Animais, entre outros.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar

Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese Afrikaans Albanian Arabic Armenian Azerbaijani Basque Belarusian Bengali Bosnian Bulgarian Catalan Chinese (Simplified) Chinese (Traditional) Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Filipino Finnish French Galician Georgian German Greek Haitian Creole Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Irish Italian Japanese Khmer Korean Lao Latvian Lithuanian Macedonian Malay Maltese Mongolian Nepali Norwegian Persian Polish Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Somali Spanish Swahili Swedish Thai Turkish Ukrainian Urdu Vietnamese Welsh Yiddish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.