Brasil, 26 de Setembro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

M&A: quando vender a sua empresa

  • Escrito por  Aline Pereira
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Definir a hora certa para vender sua empresa é fundamental para obter o melhor resultado financeiro e, obviamente, não gerar decepções. Com isso, a RG5, consultoria especializada na reestruturação e potencialização de PMEs, monitora e propicia o momento exato para realizar essa transação, já que o processo de M&A (em português fusões e aquisições), frequentemente, é cansativo e lento, e deve ser feito por diretrizes corretas.

Segundo pesquisa realizada pela consultoria PwC, desde 2008, uma média de 800 transações foram feitas por ano no mercado brasileiro. Já o ano de 2017 iniciou com 54 transações anunciadas e um crescimento de 6% em relação ao mesmo período de 2016 (51 transações). Mas para não haver frustrações durante uma negociação de venda por conta de erros simples, a RG5 traz dicas para saber a ocasião certa de ofertar a sua companhia.

Variáveis específicas da empresa: levar em conta os fatores inerentes de uma companhia e achar o momento “perfeito” para buscar uma transação é essencial para tentar fechar bom negócio. Podemos pensar em três motivos:

• Quando percebe que o fundador não é um bom gestor e sente a carência de um sócio estratégico para fechar novos acordos ou que eventualmente lidere a parte administrativa.

• Outra causa é a necessidade de capital para crescer ou competir pelo mercado.

• No momento que os sócios já não têm o mesmo “gás” para lidar com os problemas do dia a dia e não possuem sucessão. Ao se deparar com essas condições dentro de uma empresa, o tempo é inimigo, já que suas vantagens em uma negociação serão decrescentes a partir de então.

Condições de mercado: em relação ao ambiente externo, há três fatores que devem ser analisados:

• O ambiente econômico e politico geram estabilidade e confiança a ponto de favorecer transações e bons preços? A probabilidade de um presidente cair gera espera e falta de liquidez no mercado, por exemplo.

• Quando for mostrar os recentes números da empresa, é possível exibir o crescimento e robustez dos últimos anos? Para uma boa transação é preciso que o comprador imagine desenvolvimento e mais lucro e para isso é preciso ver um bom desempenho recente. Se o comprador tiver o trabalho de reestruturar a empresa comprada para torna-la lucrativa, não tenha dúvida, isto será descontado do preço.

• É preciso estar preparado financeiramente e emocionalmente para deixar a empresa? Se não houver convicção de que há intenção de vender e que existem condições financeiras de se manter, isso pode demonstrar que não é o momento exato para o M&A.

Oportunidades de sinergia com partes potencialmente interessadas: há duas frequentes ocasiões para fechar negócio:

• Aniquilar uma ameaça – quando a empresa é mais valiosa do que realmente parece, de fora você não se vê, mas quem está motivado a adquirir, enxerga um ganho maior no futuro, como exemplo a compra do Instagram pelo Facebook por US$ 1 bilhão, considerando que a companhia adquirida não possuía receita.

• Sinergia entre ambas as partes – é a habilidade de rateio de despesas que a empresa investidora terá quando se incorpora outra operação, por exemplo, o mesmo negócio não precisa de dois setores de RH, duas diretorias, e consequentemente dois lugares físicos. Quanto maior a sinergia, mais alto será o valor que o comprador estará disposto a pagar. E há também sinergias que não são evidentes e que requerem estudo e atenção do assessor financeiro para que essas sejam criadas, apresentadas ao potencial comprador e monetizadas em uma transação.

*Ricardo Guntovitch, sócio fundador da RG5, consultoria especializada na reestruturação e potencialização de PMEs.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::