Brasil, 16 de Dezembro de 2017
A- A A+

Publicidade 1 Aqui no SEGS

Banco Mundial destaca boa gestão do Projeto Microbacias II em 2017

  • Escrito por  Paloma Minke
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Em missão no Brasil para avaliar os resultados do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável - Microbacias II - Acesso ao Mercado Banco Mundial, do Governo do Estado de São Paulo, representantes do Banco Mundial avaliaram que a gestão do projeto teve seu melhor desempenho no primeiro trimestre de 2017 em relação a todo o período de desenvolvimento do Projeto, ressaltando que a iniciativa é importante para o órgão internacional por ser um trabalho conjunto entre a agricultura e o meio ambiente.

"O aspecto ambiental é muito importante para o Banco e, neste projeto, está presente não só no apoio ao produtor rural, mas inclusive na reparação de trechos críticos das estradas rurais, porque reduz a erosão do solo”, explicou o representante do Banco, Maurizio Guadagni, em reunião realizada no dia 13 de abril com o secretário Arnaldo Jardim, o titular da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), João Brunelli Junior, executivos e técnicos das Pastas Estaduais.

Os representantes da missão estão em São Paulo para visitar associações e cooperativas beneficiadas pelo Projeto e avaliar o impacto das ações nas organizações. Paralelamente, por meio de sua Unidade de Avaliação de Impacto (Dime), está realizando a análise do impacto econômico, por meio da aplicação de questionários junto aos produtores rurais. O Microbacias II conta com um empréstimo de US$ 78 milhões do Banco, com contrapartida de US$ 52 milhões do governo estadual, totalizando US$ 134 milhões em investimentos e já beneficiou mais de 300 organizações desde 2010.

De acordo com Guadagni, novas iniciativas de apoio ao produtor rural podem ser viabilizadas após a conclusão da sexta chamada, com recursos de doações intermediadas por fundos como o Global Environment Facility (GEF) e Green Climate Fund (GCF). “Buscar essa harmonia é o diferencial do Estado de São Paulo, o que não encontramos em outro lugar”, reforçou Maria Isabel Braga, integrante da missão do Banco Mundial.

O secretário Arnaldo Jardim mostrou satisfação com a avaliação positiva do Banco e enfatizou que a questão ambiental é uma prioridade do governo paulista. “Harmonizar a produção agropecuária com o meio ambiente é uma orientação do governador Geraldo Alckmin”.

Além da avaliação dos resultados, o encontro propiciou a discussão de novas propostas com o horizonte de finalização em setembro contando com o comprometimento dos recursos e da equipe, mas também um pedido de prorrogação do prazo de execução dos projetos. “Em um ambiente em que a economia começa a apresentar sinais de recuperação, este é um estímulo para as associações empreenderem, por isso estamos tomando todas as providências para agilizar o financiamento da contrapartida dos 30% dos produtores junto ao Banco do Brasil, simplificando questões de análise”, explicou Brunelli.

Para o titular da Cati, o desafio é executar os recursos do Estado e do Banco previstos no orçamento deste ano. “A ação será intensificada para formalizar o maior número possível de convênios com os municípios para recuperar as estradas rurais, reformar as Casas da Agricultura e fortalecer infraestrutura de bens e equipamentos de informática, para modernizar o atendimento”, finalizou.

Participaram da reunião, ainda, pela Pasta da Agricultura, o secretário-adjunto Rubens Rizek Jr., o assessor Osvaldo de Carvalho e o gerente técnico do Microbacias II, Vivaldo Viganó; pela Pasta do Meio Ambiente, Antonio Vagner, Ana Lucia Seabra, Luiza Saito, Dulce de Albuquerque e Helena Carroscosa; e pelo Banco Mundial, Katia Medeiros.

Sobre o Microbacias II

O Programa é do Governo do Estado de São Paulo, executado pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), e pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN).

Iniciado em 2010 e prorrogado até 2017, o Projeto conta com um empréstimo de US$ 78 milhões assinado com o Banco Mundial, com contrapartida de US$ 52 milhões do governo estadual, totalizando US$ 134 milhões em investimentos. Entre 2011 e 2016, foram realizadas seis chamadas públicas, tendo sido aprovadas 362 propostas de negócio, das quais 300 estão efetivamente implantadas, que beneficiaram 161 associações e 77 cooperativas de produtores rurais.

Entre as propostas, 159 projetos envolvem construção/reforma e há 42 já finalizados, nas mais variadas cadeias produtivas. Também foram aprovados 38 projetos comunitários, sendo 10 projetos de oito comunidades indígenas e 28 projetos de 24 comunidades quilombolas. Além disso, há mais 17 projetos complementares que somam mais R$ 3,6 milhões, dos quais 2,59 milhões são apoiados pelo governo.
Cerca de 10.631 famílias estão sendo beneficiadas.

A principal meta do Microbacias II é tornar as associações e cooperativas rurais, em sua grande maioria compostas de agricultores familiares, proativas e capazes de gerar inúmeros empregos e renda adicional à atividade agropecuária, por meio da inserção no mercado, comercializando diretamente com os consumidores finais produtos com maior valor agregado.

Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Publicidade

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::