Brasil, 26 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

CPqD e Grupo São Martinho investem em projeto para aumentar eficiência na produção de açúcar e etanol

  • Escrito por  Pimenta Comunicação
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • E-mail
  • Compartilhar::

Iniciativa envolve implantação de rede de comunicação LTE e de infraestrutura de sensoriamento

Aplicar recursos de Tecnologia da Informação para aumentar a produtividade da lavoura de cana-de-açúcar e a eficiência dos processos relacionados à produção de açúcar e etanol. Esse é o principal objetivo do projeto que o CPqD vem conduzindo em parceria com o Grupo São Martinho - um dos maiores do setor sucroalcooleiro do Brasil - e que conta com o apoio do BNDES, por intermédio do PAISS Agrícola, iniciativa destinada a fomentar o desenvolvimento tecnológico e a inovação nessa área.

Com dois anos de duração, o projeto prevê o desenvolvimento de rede móvel de quarta geração baseada na tecnologia LTE (Long Term Evolution) e adaptada às condições operacionais do setor sucroalcooleiro, em conjunto com uma infraestrutura de sensoriamento com tecnologia RFID (identificação por radiofrequência). Esses recursos, integrados, permitirão a coleta de informações no campo, em tempo real.

Na primeira fase do projeto, que conta com o suporte do BNDES Fundo Tecnológico (Funtec), estão incluídas a pesquisa e desenvolvimento da arquitetura de rede, de equipamentos e aplicativos e, ainda, a implantação de um piloto em uma das usinas do Grupo São Martinho. O foco é a criação de uma infraestrutura de comunicação e sensoriamento eficiente e flexível, capaz de aumentar a eficiência das operações no campo em todas as suas fases - do plantio e colheita da cana-de-açúcar até o seu transporte para as linhas de processamento industrial.

“A rede de comunicação LTE viabilizará células com raio de cobertura de dezenas de quilômetros, provendo mobilidade, qualidade de serviço e taxas elevadas de transmissão, por meio de arquitetura composta de estação radiobase e terminais veiculares adaptados aos requisitos operacionais das usinas de cana”, explica Fabrício Lira Figueiredo, gerente de Tecnologias de Comunicações sem Fio do CPqD e coordenador geral da primeira fase desse projeto. “Esse sistema permitirá a coleta de dados no campo e seu envio, em tempo real, para bancos de dados e aplicativos, proporcionando aumento da eficiência operacional agrícola e fomentando a inovação tecnológica no setor”, acrescenta.

“No caso do sensoriamento, leitores e etiquetas RFID serão colocados nos elementos envolvidos no processo de colheita da cana (como trator, colhedoras, carretas e caminhões, por exemplo), para identificação dos equipamentos e coleta de dados que permitirão a gestão e a rastreabilidade da cana em tempo real”, afirma Clovis Magri Cabreira, da Gerência de Desenvolvimento de Dispositivos e Sensores do CPqD. “Esses dados serão enviados, via rede sem fio, a uma central de controle no centro de operações da usina, que passará a dispor de um banco de dados com informações recebidas do campo. A partir desses dados e com o auxílio de softwares específicos, a usina terá condições de apurar com mais agilidade a quantidade de cana produzida em cada área, a quantidade enviada às moendas, o posicionamento e distribuição de sua frota agrícola, além de indicadores como horas trabalhadas e produtividade por operador ou colhedora, entre outros”, acrescenta.

As tecnologias de produto relacionadas aos sistemas LTE e de sensoriamento RFID resultantes do projeto serão licenciadas para a JÁ!, empresa do Universo CPqD que terá a responsabilidade de produzir e comercializar esses equipamentos, além de prestar serviços associados.

“Os resultados dessa fase vão assegurar a conectividade necessária para que ocorra a transmissão de dados do campo para o nosso Centro de Operações Agrícolas (COA)”, destaca Walter Maccheroni, Gestor de Inovação do Grupo São Martinho. “Com essa integração e com a expansão da nova infraestrutura de comunicação e sensoriamento para as outras usinas do grupo, também prevista na segunda fase do projeto, ganharemos uma capacidade de análise única, que certamente vai ampliar nossa competitividade no mercado”, conclui.

Sobre o CPqD

O CPqD é uma instituição independente, com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação (TICs). As soluções do CPqD são utilizadas por empresas e instituições no Brasil e no mercado internacional, em setores como comunicação e multimídia, utilities, financeiro, indústrias, administração pública e defesa e segurança. Atuando há 39 anos, o CPqD conta com mais de 1.300 profissionais altamente capacitados, reconhecidos por sua criatividade e comprometimento com elevados níveis de qualidade. Possui hoje o maior programa de P&D da América Latina na sua área de atuação e tem como objetivo contribuir para a competitividade do País e a inclusão digital da sociedade, levando ao mercado tecnologias de produto, sistemas de missão crítica, serviços tecnológicos e consultorias que beneficiam grandes e pequenas empresas, aumentando a eficiência desses negócios e alavancando o empreendedorismo no Brasil.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.