Brasil, 29 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Campanha sobre aquecimento global continua nos Jogos Paraolímpicos 2016

Ação contará com flashmob na Praça Mauá no próximo domingo, dia 11

Lançada durante a Olimpíada Rio2016 – quando conquistou a adesão de mais de 120 atletas e dezenas de organizações[1] – a campanha Campanha “1,5°C: o recorde que não devemos quebrar” entra em sua segunda fase na Paraolimpíada do Rio de Janeiro. A primeira adesão foi da delegação do Malawi, que já carregou a bandeira de alerta sobre o limite máximo para que o aumento da temperatura média do planeta não se torne perigoso.

A campanha é organizada a partir de uma ação em rede que envolve o Observatório do Clima, o Fórum das Nações Vulneráveis, o Pnuma (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e o iCS (Instituto Clima e Sociedade). A equipe do Malawi contou com o apoio da Poiato Recicla. A campanha incluirá ainda um flashmob no próximo dia 11 de setembro, na Praça Mauá, organizado pela organização de jovens Engajamundo.

A exemplo da primeira fase, as peças da campanha ficarão disponíveis em português e inglês no site do Observatório do Clima - http://www.oc.eco.br/umpontocinco/ - para favorecer o engajamento de quem quiser apoiar a iniciativa. O objetivo é que as pessoas postem fotos com as mensagens das campanhas nas redes sociais. Na primeira fase, além dos esportistas que competiram na Olimpíada, a campanha também contou com a participação do Ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, do diretor-presidente da Fapesp, José Goldemberg, de representantes do mundo internacional dos negócios representados pelo B-Team e das várias organizações não-governamentais que integram a rede responsável por sua coordenação.

Ao unir atletas de várias modalidades e pessoas de várias nacionalidades, a campanha pelo clima faz alusão à união entre todos os países que é necessária para controlar o aquecimento global. Como mostrou relatório Mais Longe do Pódio – Como as Mudanças Climáticas Afetarão o Esporte no Brasil[2], divulgado pelo Observatório do Clima durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, ele já está afetando dramaticamente a atividade esportiva. O risco de atletas literalmente morrerem de calor será multiplicado no Brasil e nos demais países tropicais nas próximas décadas caso não se reduzam dramaticamente as emissões globais.

Cidades costeiras, como boa parte das capitais brasileiras, incluindo o Rio de Janeiro, estão entre as áreas que serão mais atingidas pelas conseqüências das mudanças climática.Diversos

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.