Brasil, 27 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Brasil se supera e ganha medalha de ouro em conectividade

Entre descrenças, críticas e crises que marcaram o período pré-Olimpíada no Rio de Janeiro, o Brasil deve se orgulhar do que mostrou ao mundo nos primeiros Jogos Olímpicos realizados na América do Sul. A estimativa é que o evento tenha impactado mais de 3,5 bilhões de pessoas por meio da transmissão ao vivo das cerimônias de abertura e encerramento, marcadas pelo clima de festa e pela integração da tecnologia aos espetáculos, bem como das competições. Segundo dados oficiais, os Jogos Olímpicos do Rio bateram o recorde com 350 mil horas assistidas, na comparação com menos de 200 mil horas da Olimpíada de Londres, em 2012. Só no Brasil, estima-se que 90% da audiência da televisão nacional assistiu a alguma cobertura das competições.

Para garantir que os milhares de jornalistas que vieram ao país conseguissem transmitir os jogos e enviar suas matérias para que o mundo tomasse conhecimento desse grande evento, o OBS (Olympic Broadcasting Services) comandou a instalação de uma rede de distribuição com fibra ótica para que cada local de competição fosse atendido no período do torneio. A infraestrutura desenhada para suportar as demandas de vídeos de alta definição, que requerem transmissão de alta capacidade, além de requisitos de disponibilidade e continuidade do serviço, garantiram que não houvesse interrupção nas transmissões das competições e, consequentemente, na experiência do telespectador. Nesse sentido, a tecnologia foi o grande aliado dos jogos, permitindo a participação de pessoas do mundo inteiro.

Contudo, a transmissão oficial não é o único grande desafio a rondar eventos desse porte, que costumam atrair a atenção do mundo inteiro. Garantir excelente conectividade é igualmente crucial para o público presente nos locais dos eventos ávido por compartilhar suas experiências com familiares e amigos. Com a presença de um ativo demográfico majoritariamente jovem nas redes sociais, a conexão com a Internet é mais importante do que nunca. Um recente levantamento revelou que um em cada três estudantes universitários e jovens profissionais acha a internet tão importante quanto o ar, a água, a comida e um teto. Mas não são apenas fãs jovens que se conectam às plataformas sociais – jornalistas precisam compartilhar suas histórias, pais gostariam de saber onde seus filhos estão e as autoridades públicas precisam ser contatadas em caso de emergência.

Na preparação para a Olimpíada do Rio, o que mais preocupava os especialistas de telecomunicações era que além da demanda de transmissão de vídeo com uma característica bem definida quanto à banda utilizada, disponibilidade e latência, as redes de telecomunicações deveriam também estar preparadas para o transporte de conteúdo dos espectadores presentes nos locais dos jogos. Afinal, a vida não acontece mais apenas no mundo real – os milhares de fãs das quase 40 modalidades esportivas fizeram da Olimpíada no Rio de Janeiro a mais tuitada da história, com 187 milhões de tweets gerados e 75 bilhões de impressões (número de vezes que tweets relacionados a um determinado assunto são vistos). No Facebook, cerca de 277 milhões de pessoas geraram 1,5 bilhão de interações entre os dias 5 e 21 de agosto.

Com o propósito de atender às expectativas dos torcedores e evitar problemas de conexão, algumas operadoras com atuação no Brasil se prepararam para tornar suas infraestruturas de rede adequadas para suportar o tráfego de altíssimos volumes de dados em agosto, a partir da adoção de tecnologias de proteção e restauração, tornando suas redes mais robustas. Em alguns projetos de otimização de rede ótica, com a utilização de transponders capazes de atingir grandes distâncias, foi possível retirar cerca de 30% a 40% dos regeneradores, resultando no aumento expressivo da capacidade de tráfego.

Eventos como as Olimpíadas mostram como vivemos em um mundo cada vez mais interligado e reforça a importância da conectividade de rede estar no lugar certo. Para ativar essa conectividade, as redes devem ser capazes de escalar uma quantidade enorme de conexões e capacidade. Elas devem ser rápidas para se expandirem até novos locais onde é necessária conectividade, além de ágeis e programáveis.

Um vídeo com resolução 4K (4 mil pixels na horizontal e 2 mil na vertical, aproximadamente) gerado por um torcedor utilizando seu smartphone requer em média 3 vezes mais espaço de armazenamento do que um vídeo Full HD (1.080 pixels). Consequentemente, esse conteúdo utiliza mais capacidade de rede para sua transmissão ao destino. Podemos imaginar o impacto de milhares de usuários em um mesmo local enviando vídeos em 4K a partir dos seus dispositivos 3G ou 4G. Trata-se, neste caso, de uma característica de tráfego menos previsível, que só uma rede capaz de transportar grandes volumes, com alta disponibilidade de serviço e baixa latência de transmissão poderá garantir a experiência dos espectadores locais e ao redor do mundo.

Felizmente, existem avanços tecnológicos que ajudaram a resolver esses problemas específicos para provedores de serviços, utilizando princípios abertos para permitir uma escala sem precedentes, tanto em tamanho físico como em capacidade de programação. Essas inovações permitem que qualquer tipo de operadora possa construir redes maiores e mais ágeis capazes de responder honrosamente às demandas imprevistas e de natureza viral da sociedade de hoje nesses grandes eventos.

Antes de terminarem as competições, operadoras de telefonia divulgaram dados mostrando que os estrangeiros que vieram ao Brasil para a Olimpíada usaram a internet móvel com muito mais intensidade do que os que vieram para a Copa do Mundo há dois anos. A evolução da tecnologia e a oferta de pacotes mais robustos permitiram, por exemplo, que a Claro declarasse aumento de 270% no tráfego de dados originado pelos estrangeiros em apenas 12 dias de jogos, na comparação com todo o mês de competições no torneio de futebol, enquanto a Vivo viu crescer em 221% o tráfego de dados de roaming, em relação a dias normais, com aumento de 272% na rede 4G.

A Anatel informou que foram gerados durante o evento 255 terabytes de dados de voz, volume dez vezes maior do que o registrado na Copa do Mundo. Essa quantidade é equivalente a 30 milhões de chamadas e 486 milhões de fotos enviadas ou recebidas em conjunto ou 80 fotos enviadas ou recebidas diariamente por indivíduo. De acordo com a agência reguladora, o acesso à rede para fazer chamadas ou compartilhar dados teve sucesso em 99% dos casos.

Toda a infraestrutura instalada para a Olimpíada do Rio de Janeiro foi mais um teste para os estádios e as operadoras de rede móvel – teste esse superado com louvor. Adicionalmente, os jogos nos permitem visualizar um melhor setor de telecomunicações no Brasil. Terminado o evento, as empresas têm nas mãos uma grande oportunidade de aprimorar seus negócios a partir da tecnologia instalada e todo o conhecimento com ela adquirido. A realização da Olimpíada no Brasil foi uma grande oportunidade para empresas e consumidores e um passo importante para a evolução do setor de telecomunicações na América Latina.

Sobre a Ciena

A Ciena é especialista em redes. Nós colaboramos com clientes de todo o mundo para revelar o potencial estratégico de suas redes e transformar fundamentalmente seu desempenho e a forma pela qual competem no mercado. A Ciena utiliza sua ampla experiência em redes ópticas e por pacotes, além de automação de software distribuída para fornecer soluções alinhadas à OPn, sua abordagem para a criação de redes abertas de próxima geração. Criamos uma infraestrutura programável de grande escala que pode ser controlada e adaptada por aplicações em nível de rede e que fornece interfaces abertas para a coordenação de recursos de computação, armazenamento e rede em um ambiente virtual unificado. Para manter-se atualizado com as notícias da Ciena, siga-nos no Twitter @Ciena ou no LinkedIn http://www.linkedin.com/company/ciena. Recomendamos que os investidores examinem a seção ‘Investor’ (Investidor) em nosso website www.ciena.com/investors, onde publicamos rotineiramente comunicados de imprensa, registro de documentos junto à SEC, notícias recentes, resultados financeiros e outros anúncios. Periodicamente, publicamos informações materiais exclusivamente nesse website, junto com outros canais de divulgação que utilizamos.
Nota aos Investidores da Ciena

Declarações de expectativa futura. Este comunicado à imprensa contém certas declarações de expectativa futura baseadas em expectativas, previsões e premissas atuais e que envolvem riscos e incertezas. Essas declarações se baseiam nas informações disponíveis à empresa até esta data; os resultados reais da Ciena poderão diferir substancialmente daqueles declarados ou implícitos em razão dos riscos e incertezas relacionados a seus negócios, que incluem os fatores de risco divulgados em seu Relatório no Formulário 10-K o qual foi registrado junto à Comissão de Valores Mobiliários em 2 de junho de 2016 pela Ciena. As declarações de expectativa futura incluem afirmações relacionadas às expectativas, crenças, intenções ou estratégias da Ciena referentes ao futuro e podem ser identificadas por meio de palavras que expressam a ideia de expectativa futura, tais como "previsto", "acreditamos", "poderia", "estimamos", "esperamos", "temos a intenção", "pode", "deveria" ou outras semelhantes. A Ciena não assume nenhuma obrigação de atualizar as informações incluídas neste comunicado à imprensa, seja em decorrência de novas informações, de eventos futuros ou por qualquer outro motivo.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.