Brasil, 28 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Aprovado por unanimidade no Senado, Marco Legal da Primeira Infância representa uma conquista para o Brasil

Documento, que segue para a sanção da presidenta, é considerado um grande passo para a garantia do direito de crianças de 0 a 6 anos

A Aldeias Infantis SOS Brasil comemorou a aprovação do Marco Legal da Primeira Infância (PLC 14/2015), por unanimidade, no Senado Federal nesta quinta-feira (3). O documento, que segue agora para a sanção da presidenta Dilma Rousseff, é considerado um grande passo para a garantia do direito de crianças – 20 milhões de brasileiros – ao seu desenvolvimento integral.

O texto determina uma série de ações para crianças desde o nascimento até os 6 anos de idade. Entre elas, chamam a atenção: o aumento da licença-maternidade de quatro para seis meses e da licença-paternidade de cinco para 20 dias para funcionários de empresas que participem do programa Empresa Cidadã; a valorização da formação dos profissionais que atuam na primeira infância; e a participação de crianças pequenas na elaboração de políticas públicas voltadas a elas.

Para Fábio Paes, assessor nacional de advocacy da Aldeias Infantis e vice-presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA), a aprovação do texto é uma vitória, mas exige ação: “a proposta não pode acabar em si mesma. É preciso mobilizar os conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Assistência Social e da Educação, entre outros, para que repensem suas estratégias e busquem novas metodologias de atendimento, sempre priorizando o cuidado da criança”.

O projeto estabelece como questões prioritárias o acesso à saúde, alimentação, educação, assistência social, cultura, lazer, espaço, meio ambiente e também à convivência familiar e comunitária. Pretende-se, com ele, além de fortalecer os vínculos destas crianças com suas famílias e comunidades, evitar violações de direitos que hoje ocorrem desde antes do nascimento. Desta maneira, espera-se, por exemplo, estratégias dentro do sistema de saúde, que possibilite e encoraje a participação do pai antes, durante e pós-parto.

A presença do pai, com o aumento da licença-paternidade para 20 dias, dá ao homem o direito, e também o dever, de se responsabilizar pelo cuidado de seu filho. “É avanço, mas qual a qualidade do vínculo que se dá em 20 dias? Além disso, pretendemos discutir a criação de uma licença parental, em que qualquer parente, seja mãe, pai ou alguém que esteja mais próximo dessa criança, possa optar pela licença e pelo cuidado dela”, observa o assessor.

Outro importante avanço da proposta é a criação de uma Política Nacional Integrada para a Primeira Infância, com abordagem e coordenação intersetorial e de responsabilidade tanto da União, como dos estados e municípios. Ainda assim, Paes ressalta a necessidade de que o Marco Legal seja visualizado dentro de uma Política Nacional da Criança e do Adolescente. “Hoje, no Brasil, não temos essa política. É preciso que a proposta seja inserida em um mosaico maior, que englobe os direitos da criança e do adolescente em todas as suas etapas de desenvolvimento. A criação da Política Nacional da Criança e do Adolescente é urgente.”

A Aldeias Infantis SOS Brasil, assim como outras organizações parceiras, como a Rede Nacional Primeira Infância, comemora a aprovação do Marco Regulatório baseado em um trabalho constante de incidência política pelo direito de crianças e ao seu desenvolvimento e cuidado integral.

Sobre a Aldeias Infantis SOS Brasil

A Aldeias Infantis SOS Brasil é uma organização social sem fins lucrativos, que atua nos programas de acolhimento e fortalecimento familiar e comunitário, visando defender e garantir os direitos de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, que perderam ou que estão prestes a perder os cuidados parentais. Criada em 1949 na Áustria, está presente hoje em 134 países. No Brasil atua desde 1967, com programas em 12 estados e no Distrito Federal. www.aldeiasinfantis.org.br

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.