Brasil, 1 de Outubro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Como se aquecer neste inverno sem gastar mais

Como se aquecer neste inverno sem gastar mais

A queda de temperatura eleva o valor da conta de energia elétrica no fim do mês. A época de inverno é considera vilã da economia de energia, pois o uso de aquecedores, chuveiro e secador de cabelo se intensifica. Mas, segundo o diretor do Núcleo de Ciências Tecnológicas e Exatas da Universidade Positivo (UP), Luciano Carstens, com dicas simples, é possível economizar e até reduzir a fatura no fim do mês:

1. Micro-ondas, fornos elétricos, televisores, receptores de TV a cabo, internet, computadores, impressoras, máquinas de lavar, aparelhos de DVD, vídeo games, home theaters são equipamentos consumidores silenciosos de energia. Por isso, eles devem ser retirados da tomada quando não estão em uso.

2. O chuveiro representa entre 25% e 35% da conta de luz de uma família. É um dos campeões de consumo de energia. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na posição “inverno”, o consumo do aparelho fica entre 4,5 e 6 quilowatts-hora (kWh). Já na posição “verão”, com a água fria, ele cai para 3,5 kWH. Por isso, um minuto a menos, todos os dias, já faz bastante diferença.

3. Não reaproveite resistências dos chuveiros elétricos. Elas aumentam o consumo e, quando em mau estado, oferecem riscos de curto-circuito.

4. O ferro de passar roupas eleva o custo da conta nesse período porque gasta mais tempo para aquecer. O ideal é passar o maior volume de roupas de uma única vez e ainda deixar as roupas mais leves por último, passando-as com o aparelho desligado.

5. Para aparelhos relacionados, como TV, DVD, modem de TV a cabo ou satélite, a dica é ligá-los todos a uma só régua de tomadas, assim, à noite, basta desligar a régua para economizar.

6. Para aproveitar ao máximo a luz do dia, o ideal é manter as cortinas e janelas abertas, dispensando o uso das lâmpadas.

7. A geladeira responde por cerca de 30% do total gasto em energia elétrica. Por isso, durante o período de inverno, é possível ajustar o termostato para uma potência menor e diminuir consideravelmente o consumo no fim do mês. Evite colocar comida quente na geladeira ou deixa-la aberta por um longo período. O aparelho também não deve ser utilizado para secar roupas - isso aumenta o consumo de energia e prejudica o rendimento do refrigerador.

8. Celulares, tablets, notebooks e carregadores podem se tornar os vilões da conta. Mesmo quando não estão efetuando a recarga, os acessórios consomem energia, se plugados na parede. O ideal é sempre desconectá-los da tomada.

9. É possível economizar também na hora de secar os cabelos. Antes de sair do chuveiro, retire a água apertando para remover o excesso. Depois, aperte os fios com a toalha e penteie com os dedos para que as mechas se separem, o que ajudará a secar mais rápido e evitará o uso prolongado do secador.

10. Evite o uso prolongado de aquecedores. Procure aquecer o corpo com comidas e bebidas quentes, como sopas e chás – e não dispense casacos e cobertas.


Água que vai para o ralo
Com a chegada do frio, ninguém tem coragem de entrar no banho antes de a água do chuveiro esquentar. Isso pode levar de 5 segundos a 2 minutos, em média. Nesse tempo, a água que cai acaba indo para o ralo, sem nenhum aproveitamento. Se cada pessoa fizer isso por um minuto, uma vez por dia, são 54 bilhões de litros de água desperdiçados por mês, no Brasil. O número equivale a um dia inteiro de vasão na Itaipu Binacional em sua capacidade máxima ou 21,6 mil piscinas olímpicas cheias. Pensando nisso, os alunos Mateus Pizzatto Fagundes e Paulo Guilherme Araujo dos Santos Giffhorn, da 1° série do Ensino Médico do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio, de Curitiba, desenvolveram um sistema de aquecimento inteligente capaz de evitar que aquela água inicial do chuveiro de aquecimento a gás, bastante fria, não tivesse a única função de ir para o ralo.

O projeto foi desenvolvido para chuveiros que funcionam com aquecedores a gás, que precisam de água corrente para serem acionados. Por meio de um sensor criado pelos estudantes para medir a temperatura, a água é retida na tubulação e desviada para um receptor semelhante a uma caixa de água, podendo assim ser reutilizada depois. “A ideia é inovadora. O usuário programa a temperatura da água, por exemplo, a 30 graus. Enquanto a água não atingir essa temperatura, ela é desviada para o reservatório”, afirma o estudante Paulo. O projeto recebeu a orientação do professor Fernando Dimas Souza.

“Às vezes, as pessoas não fazem ideia do quanto um minuto com o chuveiro ligado pode significar”, afirma o estudante Mateus. Para chegar ao protótipo, os autores também foram a campo para entender a realidade que pretendem mudar. Eles realizaram uma pesquisa com moradores do bairro Bigorrilho, em Curitiba, para saber como são os hábitos de banho e o tempo médio gasto para aquecer o chuveiro a gás. Eles visitaram também empresas fabricantes de aquecedores e falaram com especialistas da área de Física para compreender o tamanho do desperdício que agora têm condições de evitar.

Enquanto o projeto não é viável comercialmente, a professora do Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental da Universidade Positivo (UP), Patrícia Bilotta, aconselha captar a água fria do chuveiro em baldes, para ser utilizada nas descargas e na limpeza da casa. “Também é possível aproveitar a água que sai da máquina de lavar roupa - basta direcionar o cano de despejo para um balde”, aconselha.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish