Brasil, 30 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Atlantica Hotels Muda A Comunicação Para Promover, Em Parceria Com Childhood Brasil, O Dia 18 De Maio

Campanha nos hotéis da rede alinha-se à mobilização promovida pelo Comitê Nacional de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes

Pioneira na adoção do Código de Conduta do Turismo contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil, a Atlantica Hotels promove, emparceria com a Childhood Brasil, organização social que trabalha pelo enfrentamento a esta violação de direitos, a tradicional campanha de mobilização e arrecadação no dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate à Exploração e ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes.

A ação nos hotéis está alinhada à mobilização organizada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes em todo o País, cujo símbolo é a flor amarela e o slogan é “Faça Bonito”.

A Atlantica, em parceria com a Childhood Brasil, adotou os conceitos “É Legal fazer bonito, é legal Proteger”, especificamente para o mês de maio, e “É Legal se hospedar, é legal Proteger” para a campanha anual. Houve, ainda, uma pequena alteração no elemento chave da campanha – “Criança Aqui é Legal!”. O símbolo, já utilizado pela rede, traz um design mais leve e comunica de forma lúdica que os hotéis são um espaço receptivo e que protege crianças e adolescentes.

“Ajudar a proteger crianças e adolescentes está no DNA da Atlantica desde a sua fundação. Ao trabalhar junto da Childhood Brasil, vamos para além dos hotéis e podemos apoiar projetos e programas que enfrentam a violência sexual no País de forma estratégica e que envolvem governo, sociedade civil e o setor privado” afirma Paul J. Sistare, fundador e CEO da Atlantica Hotels.

Segundo Rodrigo Santini, diretor executivo da Childhood Brasil, a maneira como a Atlantica tem se posicionado como principal agente influenciador do setor hoteleiro e da cadeia do Turismo, como um todo, é um exemplo para outras empresas. “Sabemos que o turismo é vulnerável a esta causa e os hotéis são um importante vetor de engajamento de todo o setor da Hospitalidade. Por isso, contar com o comprometimento da Atlantica Hotels é de extrema importância”, afirma Rodrigo.

A partir da nova comunicação, foram criados cartazes, poster eletrônico de elevador, lobby mídia e folder. Segundo Eva Cristina Dengler, gerente deProgramas e Relações Empresariais da Childhood Brasil, estes materiais têm como objetivo engajar ainda mais as equipes dos hotéis e disseminar a comunicação com os hóspedes. “Desenvolvemos uma linguagem de fácil compreensão sobre a causa de proteção da infância e adolescência”, declara Eva.

Dináurea Cheffins, vice-presidente de Recursos Humanos da Atlantica, reforça a busca por um engajamento continuo da equipe dos hotéis. “Nossos colaboradores são agentes ativos nesta causa e estão aptos a intervir caso presenciem alguma situação de risco. São eles, também, que solicitam a apresentação de documento de identificação de crianças e adolescentes na hospedagem, com o intuito de proteger toda e qualquer pessoa menor de 18 anos”, afirma a executiva.

Para poder impactar ainda mais a causa, a Atlantica Hotels, junto de seus hóspedes, arrecada doações que são investidas em programas e projetos da Childhood Brasil. Por isso, para recepcionistas dos hotéis, foi criado um roteiro de abordagem, com informações sobre a atuação da organização, o destino das doações e uma coluna com perguntas e respostas para auxiliá-los no esclarecimento de dúvidas no contato com os hóspedes.

Neste ano, a campanha visa estimular cada hóspede a fazer doação de R$ 1,00 ou arredondar sua conta no momento do check out. “Há outras possibilidades como consumir produtos no frigobar que tenham o selo “Criança Aqui é Legal!” e para turistas internacionais, pagar a conta em moeda estrangeira com cartão de crédito já que uma porcentagem é doada à Organização”, revela Eva.

O recurso recebido com as doações será integralmente repassado à Childhood Brasil. No total, em 2015, foramdoados mais de R$ 550 mil, com repasse, desde o início da parceria, de mais de R$ 5,5 milhões.

Parceria com a Childhood Brasil

A Responsabilidade Social é pautada na Atlantica Hotels desde 2005 pelo acordo pioneiro que a rede firmou com a Childhood Brasil - instituição criada pela rainha Silvia da Suécia, para enfrentar a violência sexual contra crianças e adolescentes - para a adoção do Código de Conduta do Turismo Contra Exploração Sexual contra Crianças e Adoelscentes. As ações em prol da causa já atingiram mais de 800 beneficiados diretos, assim como contribuíram para disseminar o tema a clientes, colaboradores e investidores da rede.

A companhia mobiliza suas unidades espalhadas pelo País todo dia 18 de maio em atenção especial ao combate e à prevenção da exploração de crianças e adolescentes. A data foi instituída como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em razão do crime que comoveu toda a nação brasileira, conhecido como “Caso Araceli”, nome da menina de apenas oito anos de idade que foi vitimizada e assassinada em Vitória (ES) há 34 anos.

“Nossa missão é promover o Turismo Sustentável com atitudes de proteção a crianças e adolescentes, combatendo a exploração sexual. Todos os anos, promovemos ações voltadas aos nossos colaboradores, hóspedes, parceiros e investidores de forma que eles nos apoiem nesta luta, disseminando a causa, tão bem liderada pela Childhood Brasil. Afinal, proteger crianças e adolescentes é um dever de todos nós”, afirma Paul J. Sistare, presidente e CEO da Atlantica Hotels.

Entre os marcos importantes nesta luta, Paul lembra “a adesão da Atlantica ao The Code (iniciativa internacional de enfrentamento da exploração sexual de crianças no turismo); a adoção do Código de Conduta para Proteção de Crianças e Adolescentes contra a Exploração Sexual; o estabelecimento do dia 18 de maio como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes; a realização de inúmeras campanhas de engajamento que já atingiram milhares de pessoas, entre funcionários, ex-funcionários, fornecedores, investidores e hóspedes e; o reconhecimento, em 2012, da atuação pela proteção da infância e adolescência no Brasil, quando recebemos da Presidência da República, o prêmio Neide Castanha”.

Sobre a Childhood Brasil

A Childhood Brasil é uma organizaçãobrasileira que faz parte da World Childhood Foundation (Childhood), instituição internacional criada em 1999 pela rainha Silvia da Suécia para proteger a infância e “garantir que as crianças sejam crianças”. Há dezessete anos a Childhood Brasil luta por uma infância livre de abuso e exploração sexual e, atualmente, executa dois programas próprios e seis projetos. A organização já apoiou 127 projetos por meio de 68 instituições, beneficiando mais de 2 milhões de pessoas, entre crianças e adolescentes, seus familiares e profissionais de diferentes setores. Além disso, desenvolve programas regionais e nacionais,influencia políticas públicas e transforma a vida de muitas crianças e adolescentes. Também educa os diferentes agentes, orientando-os sobre como agir em relação ao problema, promovendo a prevenção e formando proteção em rede para meninos e meninas. Com sede em São Paulo, a Childhood Brasil é certificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). www.childhood.org.br

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish