Brasil, 26 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Guaja Casa recebe exposição “Todos os Mantras”, do artista mineiro João Maciel

Com obras e intervenções distribuídas por diversos ambientes da casa, a exposição convida o público a se envolver no intenso universo de cores, materiais e formas exploradas pelo artista, que trabalha com temas da pluralidade e da essência transcendental presente nas relações humanas.

Utilizar a arte como uma plataforma para a exploração do universo da transcendental humana a partir da mistura de diferentes materiais e linguagens: essa é uma das principais linhas de atuação do artista mineiro João Maciel que, a partir do dia 18 de maio, apresenta seus trabalhos com a exposição “Todos os Mantras”, na Guaja Casa. Uma seleção de obras de diferentes momentos da produção do artista, além de trabalhos inéditos e instalações, irão ocupar vários ambientes do Café Coworking, propondo ao público uma imersão no intenso universo de cores e formas exploradas pelo artista. A exposição marca a abertura de uma série de mostras de diferentes artistas da cena contemporânea das artes plásticas que serão realizadas no ambiente da Guaja CASA. As obras da exposição “Todos os Mantras” poderão ser visitadas gratuitamente, de 19 de maio a 25 de junho , de 9h às 23h.

O título da mostra partiu da ideia de montar uma exposição que explorasse duas vertentes marcantes do trabalho de João Maciel. A primeira é a relação com a essência da espiritualidade, da busca humana pelo transcendental e por uma energia superior. “A busca pela elevação assume um lugar muito importante para a humanidade, seja através da religião, do contato com a natureza ou de outras formas que variam para cada pessoa. Nessa exposição é trabalhada essa questão do encontro particular com o sagrado” conta o artista. Outros temas reflexivos das relações humanas também são explorados “a compreensão das relações humanas, do que é ser humano... tudo isso é explorado através da arte” completa.

A outra vertente explorada, que dialoga com o conceito da Guaja Casa, diz respeito à pluralidade. Esse foi um dos motivos pela escolha de João Maciel que, em suas obras, reflete as várias faces do povo brasileiro por meio dos elementos que incorpora em seu trabalho. João ressalta aspectos de um povo que formado pela mistura de heranças de diferentes condições sociais, culturais, hereditárias. “A marca da mestiçagem, da mistura, está em sua obra e isso dialoga muito com a essência do Guaja Casa, que é um local de movimento, um universo vivo de constante troca entre pessoas diferentes. Como a ideia é trazer artistas que conversem com a ideia do espaço, a escolha de João Maciel foi perfeita” revela Wagner Nardy, curador da mostra.

A exposição também convida o público à abstração, propondo a interação a partir da busca de significados: “É importante ressaltar que nada nessa mostra possui um caráter fechado, pois eu mesmo não gosto de definir e limitar a arte. É uma exposição que provoca o público a interagir de maneira meditativa, a fazer leituras diversas com base em seu universo próprio. Tudo é possível e imaginável, as obras não estão presas a uma definição” diz João Maciel. “Esse é outro aspecto que combina com o Guaja, que é um espaço aberto a propostas diversas da criação.” Completa Wagner.

Dentre os espaços ocupados pela exposição está o jardim, no qual estão dois destaques. O primeiro é a escultura inédita “Estrutura Integrativa para Sino, desenvolvida para essa exposição, na qual o artista aliou o emprego de materiais reutilizados, também uma característica de seu estilo de criação, para criar uma estrutura de sustentação de um sino, que além de remeter a práticas da cultura religiosa, na cultura ocidental é utilizado para anunciar chegada, partida, ou dar boas-vindas. Essa referência também estabelece um diálogo com a ideologia de apropriação do espaço proposta pelo Guaja Casa. O segundo, é a intervenção com bandeirinhas semelhante às utilizadas nas festas junina, costume também carregado de significados como o das comemorações das colheitas, dos santos das festas juninas e alusão à prática budista de pendurar bandeiras com orações ao vento.

A exposição conta, ainda, com outros destaques, como uma nova série de pinturas que serão mostradas pela primeira vez ao público. Nestas telas, João Maciel realizou intervenções em obras populares de Debret, se apropriando do trabalho para propor um novo olhar a partir de suas nuances artísticas. “Esse trabalho exemplifica o que podemos chamar de um caráter metalinguístico também presente nas obras desse artista, que explora a energia da arte, capaz de construir conceitos, trazendo uma reflexão do real valor da pintura e da arte em geral na contemporaneidade.” Revela o curador da exposição.

Sobre João Maciel

Mineiro de Belo Horizonte, João Maciel é bacharel em artes plásticas com pós-graduação em Arte Contemporânea pela escola Guignard. Trabalha com linguagens artísticas diversas como pintura, escultura, e instalações, além de explorar matérias-primas diversas, inclusive com a utilização do reaproveitamento de objetos e materiais que seriam descartados, se apropriando destes para recolocá-los em circulação através da arte. Detentor de amplo conhecimento sobre aspectos diversos dos elementos transcendentais e místicos das relações humanas, devido à sua ligação e estudo da filosofia indiana e busca por reflexões de cunho místico, o artista reflete esse caráter de abstração em suas obras, que possuem composição fluida e imaginária. Trabalhos de João Maciel fazem parte do acervo do Museu Histórico Abílio Barreto e Coleção Gilberto Chateaubriand. O artista já participou de várias exposições coletivas e individuais no Brasil e no exterior.

::Sobre GUAJA Casa::

Localizado na Av. Afonso Pena, 2881, bairro Funcionários, O GUAJA Casa é um projeto voltado aos profissionais de Belo Horizonte e tem a proposta de ampliar a experiência de coworking na capital, unindo ambientes e atividades ligadas à gastronomia, cursos e oficinas, design e inovação ao trabalho em comunidade criativa, marca do Guaja. A casa funciona simultaneamente ao Guaja Centro e se destaca por ser o primeiro café-coworking de BH: um lugar para trabalhar, se conectar e aprender, combinando a atmosfera de um café à estrutura e ao ambiente de um coworking. O empreendimento pertence aos sócios Lucas Durães, Bruno Durães e Renata Alamy e conta com uma série de parceiros que atuam na composição de sua estrutura e conceito.

::Serviço::

Exposição “Todos os Mantras” de João Maciel

Local: GUAJA Casa - Avenida Afonso Pena, 2.881, Funcionários – Belo Horizonte – MG

Datas: visitação: 19/05 a 25/06

Horário: Segunda a sábado de 9h às 23h

Entrada Gratuita

Informações: (31) 3235 – 9191

www.guaja.cc

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.