Brasil, 25 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Agricultor brasileiro não produz como o coronel Afrânio

Por José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM, Comentarista da Rádio Jovem Pan.

A novela Velho Chico está muito bonita e, em sua história, aborda temas de muita importândia para o agronegócio brasileiro, e acime de tudo, para a imagem do nosso agricultor e da produção agropecuária perante a grande opinião pública do País.

A novela está sob comando de um grande autor, Benedito Ruy Barbosa com quem já fizemos belos trabalhos na época da famosa Rei do Gado. E com o velho Benedito estão seus filhos talentosos a Edmara e o Bruno. Quer dizer, até que enfim uma novela que nos traz o campo, o interior e fugimos das tramas aceleradas das grandes cidades. E está muito gostosa de ver e impossível de não se envolver na sua competente trama de emoções e enredo. Parabéns Benedito e família.

Porém, preciso, por destino deste meu ofício, de comentarista do agronegócio, ajudar com algumas correções, importantes para todo o País e que, de forma alguma, interferem na muito capaz trama dos personagens.

Um exemplo que mexe com o agronegócio foi num capítulo da semana passada, quando a personagem , a linda Maria Tereza, Camila Pitanga, a filha do coronel Afrânio Vilela, o grande ator Fagundes, esmaga uma manga, da fazenda do coronel, ensopada de defensivos e manda o pai comer. O coronel responde “eu não planto para comer, eu planto para vender”.

Seria simples a personagem da rebelde e brava filha do coronel apenas acrescentar por exemplo: “coronel, o senhor precisa saber que para colher e comer a fruta, só pode pulverizar tendo uma semana de antecedência” - e claro, aí não daria para explicar que se for com alguns produtos pode ser de 0 a 3 dias, a maior parte dos piretróides de 7 dias, dos organofosforados pode chegar a 21 dias, ou mais pedagogicamente mencionar o produto e qual a carência legal do rótulo ou melhor ainda o receituário agronômico e suas corretas orientações , pois cada produto tem sua especificação de uma, duas, três semanas etc.

Fica a percepção de que toda a produção brasileira que recebe defensivos está contaminada e envenenada, mesmo para quem segue o rigor da lei, e da rastreabilidade, e os padrões exigidos pela regulamentação cientifica.

E, ainda mais, eu gostaria de conhecer algum produtor de frutas do vale do São Francisco, que ainda se pareça com o estereotipo do maldoso coronel Afrânio. Se você conhecer um assim, me avisa, que irei lá pessoalmente para entrevista-lo. Um homem desse não sobrevive mais na área da fruticultura de exportação, com suas exigências e alta tecnologia.

E, claro, adoraria também encontrar uma produtora rural, com um belo vestido esvoaçante pelos campos, como se num desfile de moda estivesse acontecendo. As nossas jovens e mulheres do agro são de bota, jeans, chapéu, e coragem com tecnologia, como a Marcela Porto Costa, por exemplo, lá da fazenda Santa Brigida, e muitas outras jovens do novo campo brasileiro

A novela está linda e eu adoro. São apenas alguns pequenos detalhes para proteção dos nossos agricultores e agricultoras que em nada se parecem com o coronel Afrânio.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar

Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese Afrikaans Albanian Arabic Armenian Azerbaijani Basque Belarusian Bengali Bosnian Bulgarian Catalan Chinese (Simplified) Chinese (Traditional) Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Filipino Finnish French Galician Georgian German Greek Haitian Creole Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Irish Italian Japanese Khmer Korean Lao Latvian Lithuanian Macedonian Malay Maltese Mongolian Nepali Norwegian Persian Polish Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Somali Spanish Swahili Swedish Thai Turkish Ukrainian Urdu Vietnamese Welsh Yiddish

Ao se cadastrar, você aceita todos os Termos e Condições de Uso do Segs.com.br que consta no rodapé de todas as páginas do SEGS.