Brasil, 30 de Setembro de 2016
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Empresário Marcelo Montone fala sobre o posicionamento das companhias no mercado atual

Segundo ele, não são mais as empresas que determinam o que o mercado vai consumir

"A pirâmide inverteu, as empresas não determinam mais o que o mercado vai consumir, e sim o consumidor", afirma o publicitário Marcelo Montone, formado pela PUC e com especialização em Marketing pela ESPM e Miami AD School, e sócio de uma agência renomada de comunicação no Brasil. Para ele, o futuro de qualquer negócio depende das habilidades de adaptação na atual metamorfose pela qual passa o ser humano no mundo todo, tanto em questões de consumo de conteúdo quanto de serviços e produtos.

O consumidor do passado se reunia na frente da TV com a família para compartilhar a história da 'Maria' que estava traindo o 'João' na novela das oito; todos assistiam ao Jornal Nacional e jantavam juntos e quando queriam comprar algo, eram poucas as opções de produtos e serviços no mercado. Ter uma conversa e convencer este consumidor não era tão difícil, tendo em vista que os meios e os concorrentes não eram muitos. A era digital era limitada, as necessidades eram supridas apenas com as tradicionais propagandas exibidas, e o questionamento era raso e frágil.

Já o novo consumidor aluga a sua casa no AirBNB para ganhar uma grana extra, enquanto vai até o aeroporto de Uber para uma viagem que comprou no ‘Booking’, e tudo isso sem sair do smartphone que adquiriu de terceiros no Mercado Livre. Ah! E a sua profissão? Blogueiro, especialista em vinhos, Youtuber nas horas vagas com um canal de vídeos que produz em suas viagens. Ele se tornou, finalmente, livre.

Esta gigantesca liberdade de escolha transformou o mercado no mundo todo. Atualmente as empresas amargam prejuízos por estarem presas a velhos paradigmas e muita burocracia nos processos internos, sendo extremamente difícil modernizar as operações a fim de reposicionarem-se para sobreviver a essa nova era.

A situação piora ainda mais no cenário econômico atual. Com a pior crise econômica e uma das piores crises políticas da história, o consumidor tornou-se acuado, gastando menos e escolhendo muito mais onde investir o seu dinheiro. É ai que entra a inovação, a visão de futuro e o pragmatismo na mudança, pois ela precisa começar de dentro para fora.

Não adianta mais tentar regulamentar tudo o tempo todo, ou seja, depender apenas da força; o mercado se adapta e o consumidor encontra alternativas muito rapidamente. Basta lembrar que, em apenas dois dias de 'Whatsapp' proibido no Brasil, o app 'Telegram' ganhou quase 3 milhões de novos usuários ao mesmo tempo em que um outro app que desbloqueava o Whatsapp ficou viral.

"É hora de se reinventar, se redescobrir e passar a oferecer novas formas de consumo, mais amigáveis e relevantes para o consumidor."

O principal: é hora de olhar para o consumidor com mais carinho e atenção. Ele clama pelas mesmas coisas, mas de formas diferentes, e hoje, é bom reforçar, ele tem alternativas, muitas vezes melhores e mais baratas. Um exemplo sólido aconteceu com a agência da qual Marcelo é sócio: depois de passar pelo mesmo processo no ano passado, percebeu que todas as agências estavam vendendo apenas sonhos e promessas. Agora, com um novo formato de gestão, o lema tornou-se um só: “resolvemos vender resultado".

Para isso acontecer foi necessário primeiro uma reflexão de cada integrante da agência e entender o que o mercado, nesse atual momento econômico, precisava. Não eram promessas; eram resultados comprovados. O retorno foi imediato e em apenas três meses a agência ganhou cinco contas, um recorde para a empresa. Tudo isso com uma das maiores crises econômicas em andamento.

Com o novo processo de atendimento e gestão, a empresa driblou a crise e emplacou resultados importantes. Com isso, Montone deixa uma reflexão para os empreendedores de plantão: "E você? Já se perguntou o que o seu consumidor realmente quer da sua empresa? Se sente preparado para as mudanças que serão necessárias para o seu futuro sucesso?".

Sobre Marcelo Montone

Formado em Publicidade e Propaganda, pela PUC, e com especialização em Marketing, pela ESPM e Miami AD School. Há 18 anos atuando, pesquisando e se especializando inteiramente em internet e agências digitais, Montone vem se mostrando cada vez mais como um respiro de inovação dentro do mercado de marketing brasileiro. O especialista já atuou em cases de sucesso e atendeu contas importantes como a da Prefeitura de São Paulo, da marca esportiva Penalty e do banco Itaú.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte.
 www.segs.com.br

Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Compartilhar ou Seguir

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::

SEGS NO SEU IDIOMA::
Portuguese English French German Italian Russian Spanish