A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Cetesb instala estação de monitoramento automático no rio Paraíba do Sul, em Queluz

  • Escrito por  Ambiente SP
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

 A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) vai passar a monitorar a qualidade das águas do Rio Paraíba do Sul, em Queluz, medindo parâmetros como acidez, temperatura, teor de oxigênio dissolvido, condutividade elétrica e turbidez. Com essa finalidade, instalou na última segunda-feira, 19/12, uma sonda multiparâmetro fornecida pela Agência Nacional de Águas (Ana), no lago da PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Queluz.

Com a sonda, a Rede Automática de Monitoramento da Qualidade das Águas da Cetesb passa a contar com quinze estações, sendo a segunda no Rio Paraíba do Sul, que já conta com uma unidade no Município de Santa Branca, na cabeceira desse corpo hídrico. As demais, que começaram a ser instaladas em 1998, encontram-se nas bacias do Alto e Médio Tietê, e Piracicaba-Capivari-Jundiaí.

Segundo o engenheiro Luis Altivo Carvalho Alvim, gerente do Setor de Hidrologia da Cetesb, a nova estação deverá ser dotada de equipamentos de transmissão em tempo real no primeiro semestre de 2017, utilizando recursos da ordem de R$ 600 mil do Banco Mundial.

Desta maneira, da mesma forma que as demais estações, passará a emitir dados “online” que serão consistidos e inseridos no Sistema Qualiáguas, disponível para consulta no site da Cetesb. A nova estação, junto com a de Santa Branca, vai medir também parâmetros como nível da água do rio e volume de chuvas, recurso ainda inexistente nas demais.

“O Paraíba do Sul é um dos rios mais importantes do Estado, explica o gerente, pois abastece diversos municípios ao longo de seu percurso, passando por regiões densamente povoadas e industrializadas, exigindo um monitoramento contínuo da qualidade de suas águas.”

Com extensão de 1.137 km, o rio banha 39 municípios paulistas, 88 mineiros e 57 fluminenses abastecendo cerca de duas milhões de pessoas na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e onze milhões na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O gerente destaca ainda que, com a estação, “temos condições de saber qual a qualidade da água que está sendo entregue ao Estado do Rio de Janeiro”.

O acompanhamento em tempo real das condições dos rios permite detectar eventuais alterações na qualidade das águas dos rios. Foi o caso de uma ocorrência no Rio Cotia, no Município de Carapicuíba, exemplifica Altivo, onde os dados coletados indicavam picos de alta na condutividade, revelando a presença de sais dissolvidos na água. Por meio de pesquisas realizadas em conjunto com técnicos da área de controle, foi possível identificar a fonte desses lançamentos.

Outro caso permitiu identificar as causas de uma grande mortandade de peixes no Rio Piracicaba. Os dados registrados na estação localizada em Piracicaba mostraram a incidência de chuvas intensas após um prolongado período de seca. “Nessas situações, ocorre um grande aporte de resíduos acumulados fazendo baixar o teor de oxigênio dissolvido nas águas, comprometendo a sobrevivência dos organismos aquáticos”, informa.

A Cetesb vai, agora, utilizar novo aporte de recursos do Banco Mundial, no valor de R$ 1,3 milhão, para modernizar as estações de Pedreira, na cabeceira do Rio Pinheiros, e de São Miguel Paulista, no Alto Tietê. Está prevista também uma nova versão do Qualiáguas para a internet disponibilizando o acesso a todos os interessados.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Sobre nós::

 

Siga-nos::

 

Notícias::

Mais Itens::