Logo
Imprimir esta página

Energia: marco regulatório é tema de debate em Curitiba

Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica acontece de 7 a 10 de novembro 

O modelo regulatório do setor elétrico brasileiro é um dos pontos de debate do painel Gestão Regulatória, que integra a programação do SENDI 2016 – XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. O evento, que acontece de 7 a 10 de novembro, em Curitiba, espera receber cerca de 2 mil pessoas que terão a oportunidade de participar de abordagens sobre novas tecnologias, relacionamento de negócios, tendências, integração profissional e fontes alternativas e renováveis de geração de energia.

O painel Gestão Regulatória acontece na terça-feira, dia 8, a partir das 8h30, e deve trazer importantes contribuições para o segmento. As discussões serão moderadas por Solange Ribeiro, presidente do Neoenergia, maior grupo privado do setor elétrico do Brasil que atua em geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia, com 10,6 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas distribuidoras na Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. O painel conta ainda com a participação do ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, do presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Ruffino, e do presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Fonseca Leite. O gerente de regulação da Copel Distribuidora, Vicente Loiacono Neto, atua como secretário da discussão.

Visão geral do marco regulatório

O tema é particularmente espinhoso e sensível e, com certeza, gera muita polêmica e debates acirrados. Na visão dos analistas do mercado, a revisão do modelo regulatório do setor elétrico é essencial sob o risco de se voltar a vivenciar um racionamento de energia em dez anos. O setor exige alteração nas regras, em virtude da crescente introdução de fontes de energia, como a eólica e a solar, e o desenvolvimento da geração distribuída, entre outras transformações. Outro assunto que deverá nortear os debates do painel envolverá a questão da forte migração para o mercado livre de consumidores especiais.

Para Nelson Fonseca Leite, presidente da Abradee, o atual marco regulatório do setor elétrico produziu resultados satisfatórios nos últimos anos, mas vem se deparando com novo contexto tecnológico, social e ambiental, de modo que a matriz de risco das atividades do setor precisa ser revisada. “Está na hora de promover aperfeiçoamentos nesse marco, por meio de uma ampla discussão com representantes de todos os segmentos do setor”, afirma. Cabe lembrar que o marco regulatório do setor elétrico brasileiro foi definido pela Lei 10.848/2004, que estabelece regras claras, estáveis e transparentes. O regramento possibilita a efetiva garantia do suprimento para o mercado e a expansão permanente das atividades intrínsecas do setor (geração, transmissão e distribuição).

A expansão vincula-se à segurança e à busca da justa remuneração para os investimentos, assim como à universalização do acesso e do uso dos serviços - além da modicidade tarifária, em um horizonte de curto, médio e longo prazo. As modificações introduzidas pela Lei 10.848 trouxeram novas perspectivas ao setor, tendo como horizonte a retomada dos investimentos na geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.

Para o presidente da Abradee, o seminário como um todo torna-se um ambiente desafiador para o setor de energia elétrica do Brasil. Ele acredita que o encontro, que reunirá as principais concessionárias de energia elétrica do país, trará à mesa de debates sugestões para contribuir no resgate da sustentabilidade do negócio. Ele lembrou que as distribuidoras têm um papel fundamental em todo o modelo regulatório considerando sua atuação: correspondem a 99,5% do mercado de distribuição de energia elétrica do país, atendem a 77 milhões de consumidores e são responsáveis por um investimento da ordem de R$ 12 bilhões.

Promovido pela Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) e coordenado pela Copel, o SENDI 2016 acontece no Expotrade e traz ainda painéis sobre clientes, inovação e ética, além de exposição e apresentação de trabalhos científicos. A programação começa no dia 4, com um Hackathon que desafia estudantes a encontrarem soluções viáveis e inovadoras para o setor de energia e cidades inteligentes. O evento conta ainda com o Rodeio Nacional de Eletricistas, que vai de 5 a 7 de novembro, no mesmo espaço. As inscrições para o evento estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.sendi.org.br. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail ou no telefone (51) 3061-3000.

SENDI 2016 - XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

Data: 7 a 10 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR

VI Rodeio Nacional de Eletricistas

Data: 5 a 7 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR

Hackathon SENDI

Data: 4 a 6 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR

Sobre o SENDI

Realizado desde 1962, o SENDI – Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica é considerado o maior evento do setor na América Latina. Ao longo de 21 edições, realizadas em 12 cidades diferentes, já reuniu mais de 22 mil participantes, além de presidentes da República, governadores, ministros de Estado e representantes das maiores distribuidoras públicas e privadas do País. Parâmetro no processo de modernização do setor e na apresentação de inovações da área, o SENDI já teve ao longo de sua história a exposição de mais de 3 mil contribuições técnicas e mais de 200 diferentes temas abordados.

Sobre a Copel

A Copel é responsável pela distribuição de energia para cerca de 4,5 milhões de clientes de 393 municípios do Paraná – além de Porto União, em Santa Catarina. Eleita a melhor distribuidora de energia do Brasil na Pesquisa Abradee 2015, a Copel administra 190 mil km de redes de distribuição, possui 2,8 milhões de postes e 361 subestações, com potência instalada de 10,5 mil megavolt-ampère (MVA). A empresa conta com postos de atendimento espalhados por todos os municípios da área de concessão. Para a comodidade do cliente, a Copel oferece uma grande variedade de canais de atendimento, como aplicativo para smartphones e tablets, agência virtual, e-mail, chat e call center (0800 51 00 116).

Sobre a Abradee

A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos. A história da Associação teve início com a criação do Comitê de Distribuição (CODI), em agosto de 1975 e, posteriormente em 1995, com a constituição jurídica da instituição. São 40 anos de dedicação ao desenvolvimento do setor de distribuição de energia elétrica brasileiro. A Abradee reúne 51 concessionárias de distribuição de energia elétrica - estatais e privadas - atuantes em todas as regiões do país e que juntas são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros. Sediada em Brasília, presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Copyright ©2002-2016 Clipp Segs - Portal Nacional - Todos os direitos reservados.- www.SEGS.com.br - IMPORTANTE:: Antes de Usar o Segs, Leia Todos os Termos de Uso.
SEGS é compatível com Browsers Google Chrome, Firefox, Opera, Psafe, Safari, Maxthon, Edge, Internet Explorer 11 - (At: Não use Internet Explorer 10 ou anteriores, além de não ter segurança em seu PC, o SEGS é incompatível)
Por Maior Velocidade e Mais Segurança, ABRA AQUI E ATUALIZE o seu NAVEGADOR(Browser) é Gratuíto